domingo, agosto 13, 2017

Trovão precisou suar muito para derrotar o Genasc

Trovão Azul 4x3 Genasc
Excetuando o jogo em que a equipe da Climafrio goleou o Genasc por 11x2, num jogo atípico, ninguém tem encontrado moleza na atual Copa Ouro de Futsal. 

Ontem à noite, o Trovão Azul suou muito para ganhar do Genasc, enquanto o Hay-Fay perdeu para a Madeireira Angelim.
            No jogo pela Copa Estudantil, o Marechal Rondon sapecou uma dilatada goleada de 9x1 sobre o IFPA.
            Conforme o blog postou na noite de ontem, antes do início do primeiro jogo, o nível disciplinar da XI Copa Ouro está muito bom. Poucos foram os problemas em quadra, porque os atletas tem procurado jogar bola, em vez de usar de violência.                       
            Infelizmente, após o apito final do último jogo de ontem, aconteceram cenas lamentáveis, das quais trataremos mais adiante.
Pequena torcida do Trovão na rodada de ontem
Com apenas 3 jogadores no banco, e depois de sofrer a maior goleada da atual Copa Ouro, as expectativas a respeito do Genasc contra o Trovão Azul, que vinha da espetacular virada sobre o Hay-Fay não eram das melhores.                       
      Provando que não estava morto, o Genasc enfrentou o Trovão de igual para igual, e com 10 minutos jogados teve uma penalidade máxima a seu favor, que Barata cobrou e converteu, abrindo a contagem.
Como era de se esperar, o Trovão foi para cima para tentar o empate, mas, o Genasc resistiu à pressão por vários minutos e só cometeu a primeira falta com 12 minutos de jogo.
            Depois de perder uma grande chance para marcar o segundo, aplicou-se a máxima popular do quem não faz, leva.
            Biolaine empatou para o Trovão.                       
Não demorou muito para o próprio Biolaine fazer o segundo dele e do Trovão. 2x1, depois de um erro do ataque do Genasc, que deu a bola de graça.                                               
Cassiá empata, fazendo 2x2. E terminou assim o primeiro tempo, num                       
jogo duro em o Genasc teve chances de sair vencendo.                                               
A torcida do Trovão Azul, que foi em número pequeno, demonstrava preocupação com a sorte de seu time, pela resistência do adversário.
O segundo tempo demorou alguns minutos para começar, porque o dirigente Ivens, do Genasc, expulso no final do primeiro tempo demorou a deixar a quadra, tomando satisfações com a arbitragem.                       
Ney faz o terceiro para o Trovão, colocando o time azul na frente 3x2.                       
Biolaine marcou o quarto para o Trovão 4x2, num chute no qual, por pouco não bateu em seu rosto.
Fosse ele um goleiro de ofício, teria sido uma falha clamorosa, mas, jogou fora de sua posição, improvisado, pois não havia um goleiro no elenco para substituir Cuia, expulso no jogo passado.
Quando faltam seis segundos para terminar o jogo, houve um tiro livre para o Genasc, que Pinto converteu, dando cifras finais ao marcador.
E assim terminou o primeiro jogo, com o placar de 4 para o Trovão Azul, 3 para o Genasc, resultado que sacramentou a classificação do Trovão, que já estava praticamente assegurada.
O Trovão venceu, mas foi muito complicado o jogo para quem entrou com a responsabilidade e o favoritismo de vencer.
            Mesmo com apenas três jogadores no banco, o Genasc foi valente, não se entregando em momento algum. Pelo contrário, não se limitou a ficar se defendendo muito bem, como criou várias oportunidades de gol.
            Foi o que se pode dizer, uma Vitória suada do Trovão, que carimbou sua classificação para a semifinal.