sexta-feira, agosto 04, 2017

Noite de jogos equilibrados na Copa Ouro

Jota Parente - A tendência dessa Copa Ouro em disputa é de poucas goleadas. Pode até ser que num jogo ou outro saiam muitos gols, mas, dificilmente haverá diferenças muito grandes de em favor de determinado time nos confrontos.

Como já havia acontecido na primeira rodada, ontem à noite, mais uma vez predominaram os placares com poucos gols.

Abrindo a rodada, A Climafrio encontro muita resistência da Madeireira Angelim para conseguir vencer por 3x2, sofrendo muita pressão nos últimos instantes do jogo.

Chegou a abrir 3x1 e parecia que a vitória estava consolidada para o Urso Branco, mas, jogando melhor do que na estreia contra o Genasc, a Madeireira criou muitas chances e colocou diversas vezes em perigo o gol adversário.

Com a vitória a Climafrio chegou aos cinco pontos ganhos, fruto da conquista do torneio início, do empate com o Trovão Azul e da vitória de ontem.

Foi a Madeireira quem abriu a contagem com dois minutos de jogo através de Anderson.

A Climafrio virou ainda no primeiro tempo, marcando Anderson e Miller.

O goleiro Thiago, da Madeireira saiu contundido, sendo substituído por Meia-noite ainda no primeiro tempo.

A clima frio ampliou para 3x1 com Joquinha, enquanto Binate deu cifras finais ao marcador assinalando o segundo gol da Madeireira.

Final: Climafrio 3x2 Madeireira.
-----------------------------------------
Hay-Fay x A Manauara foi o segundo jogo, mais um grande clássico da Copa Ouro de Futsal.

Com um minuto de jogo o Hay-Fay abriu a contagem através de Janderson, que marcaria novamente alguns minutos depois, fazendo 2x0.

A Manauara não se intimidou com o escore adverso e foi pra cima do adversário, descontando ainda no primeiro tempo. Quem marcou foi Mãozinha.

O time auri-negro mostrou melhor entrosamento e com isso, melhor toque de bola, ficando mais tempo com a bola nos pés.

Já o Hay-Fay esbanjou raça, força física e grande capacidade de finalização, pois alguns de seus jogadores finalizavam de qualquer distância, com perigo.

Janderson foi uma preocupação constante para a defesa adversária, por seu porte físico avantajado e por muitos chutes perigosos contra o gol da Manauara.

Faltando 53 segundos para terminar o jogo, Guilherme empatou, e o placar ficou assim: 2 para O Hay-Fay – A Manauara 2.

Embora outros atletas tenham se destacado, foram os goleiros Greuto pelo Hay-Fay e Filó pela A Manauara os maiores nomes da partida.

Ambos fizeram muitas defesas decisivas, e o placar poderia ter terminado muito bem, com a vitória de uma das duas equipes, ou com um empate em 4x4, 5x5 ou 6x6, pois o que não faltou foi oportunidade de gol. Mas, os atacantes esbarraram sempre em dois grandes goleiros.


O 2x2 terminou sendo o escore mais justo pelo que aconteceu em quadra.