sábado, agosto 05, 2017

Arbitragem é motivo de preocupação na Copa Ouro. São só quatro, ninguém folga e nenhum deles pode adoecer

Resultado de imagem para silhueta de árbitros de futebolJota Parente - Os dois árbitros que vieram de Belém, Célio Silva e Cleberson Caldas, nos dois jogos que apitaram, saíram-se muito bem, mostrando conhecimento técnico e segurando a parte disciplinar.
Somam-se a eles, dois árbitros da região, sendo Laurimar Baía, de Santarém e Antônio Filho, de Itaituba, os quais foram bem na primeira rodada, mas, na segunda, Laurimar deu uma escorregada legal, que custou muita reclamação do time da Climafrio, porque Dedé foi agredido por um adversário da Madeireira Angelim, e Laurimar, em vez de simplesmente mostrar o cartão vermelho para o agressor, deu apenas cartão amarelo. E para piorar, quando Dedé levantou, o árbitro ainda mostrou a ele o cartão amarelo.
A pergunta que se faz é: será que esse quarteto vai conseguir levar essa Copa Ouro até o final, sem que haja problemas de dimensões imprevisíveis?
A resposta, só o tempo dirá.
É uma temeridade apostar em conduzir uma competição tão aguerrida, onde existe muita rivalidade, na qual praticamente todos são candidatos ao título, com um quadro de árbitros tão reduzidos. E com o agravante de que nenhum deles pode adoecer, se não o quadro ficará incompleto.
Em qualquer competição acontece problema de arbitragem. O desgaste de quem apita seguidamente é inevitável. Ainda mais, quem apita em todas as rodas, sem direito a ficar de fora de uma só delas.
Considero essa situação muito arriscada, a qual pode comprometer o bom andamento da XI Copa Ouro de Futsal.
A gente sabe que os clubes trabalham com um orçamento curto, cortando despesa aonde isso é possível, mas, seria bom os dirigentes olharem com carinho para esse item da Copa, para evitar correr o risco de comprometer um evento que vem sendo bancado por eles, com ajudas do poder público e de parcerias privadas, é verdade, por causa de um detalhe tão fundamental.
Se for possível, que sejam contratando mais dois árbitros de Santarém, cuja logística para chegar a Itaituba é bem mais fácil.
Fica a observação do blog do Jota Parente, parceiro na divulgação da Copa Ouro 2017, com o intuito de ajudar.
Não é de bom alvitre insistir nessa roleta russa.