quarta-feira, agosto 23, 2017

A Manauara derrotou o Trovão Azul e vai fazer a final com a Climafrio

           
Aguardava-se um jogo muito disputado, pois embora a campanha do Trovão Azul tenha sido muito melhor, e apesar de A Manauara ter conseguido se classificar somente na última rodada, a semifinal é diferente do restante da competição. E esse jogo provou isso.
            A Manauara começou o jogo tomando a iniciativa do ataque, imprensando seu adversário na defesa, sem dar muita chance para o contra-ataque.
            Até os seis minutos de jogo, o 0x0 continuava e cada equipe só havia tido uma boa chance para marcar, apesar da maior pressão da Manauara.
Jogo bom de se ver, com os dois times jogando na bola e somente uma boa chance criada por cada um. A do Trovão foi mais clara.
A primeira falta do jogo foi praticada pela A Manauara faltando 13.47.
Àquela altura o goleiro Bagle do Trovão já tinha trabalhando bastante.
Quando parecia que o primeiro tempo terminaria sem gols, Luisão abriu a contagem para A Manauara, sendo 1x0 o placar.
E ficou barato para o Trovão Azul, que foi pressionado durante quase todo o primeiro tempo.
Repetiu-se desde os primeiros minutos da etapa complementar, o que havia acontecido no primeiro tempo. A Manauara jogando melhor.
Até os10 minutos jogados do segundo tempo o escore continuar 1x0 para A Manauara.
Faltando 8 minutos para o fim do jogo, Andrezinho fez o segundo da Manauara.
A essa altura, o Trovão Azul tentou partir para cima de qualquer jeito, arriscando-se a levar o terceiro gol, e levou.
Faltavam 5.32 para terminar, quando o goleiro Labilá, que é muito bom, também com os pés fez o terceiro para A Manauara, chutando de sua área e acertando o gol adversário
3x0. Parecia sacramentada a vitória da Manauara, pois embora cinco minutos e alguns segundos seja muito tempo em futsal, tratando-se de um clássico, não é todo dia que acontece virada como a que ocorreu do Trovão diante do Hay-Fay.
O que já era bastante ruim, piorou logo depois, com o quarto gol marcado por Gigante, mas, a Manauara baixou a guarda, e quando ainda comemorava, o Trovão descontou com Ney, que voltaria a marcar em seguida, renovando as esperanças da nação azul.
Parecia que o imponderável estava dando o ar de sua graça, e assustou a torcida da Manauara, enquanto a do Trovão encontrou forças para entoar o canto de guerra que embalou a reação do time contra o Hay-Fay: ah, eu acredito!
Mas não bastava apenas acreditar. Era preciso jogar mais para tentar parar a inspirada equipe da Manauara, que passado o susto fez 5x2 com Anderson, faltando apenas 1.40 para terminar, e ali as coisas ficaram praticamente impossível para uma espetacular reação azulina.
Ainda mais porque Dieguinho deixou sua marca assinalando o sexto gol.
Ney, o artilheiro da noite, ainda voltou a descontar, mas já não havia mais tempo para tentar mudar a sorte de seu time no jogo.
Final, A Manauara 6 Trovão Azul 3.
            A Vitória da Manauara foi justa porque jogou mais o jogo todo.
            Apenas um gol no primeiro tempo, quando A Manauara abriu a contagem, enquanto na segunda etapa aconteceram oito gols.
            A Manauara está classificada para a grande final, sábado.
            A grande torcida do Trovão Azul foi em massa ao ginásio, ornamentou seu setor, levou charanga, empurrou o seu time, mas, não foi suficiente para fazer o mesmo abrir a compacta defesa e parar o rápido ataque da Manauara.
            Como no primeiro tempo, Bagle, goleiro do Trovão trabalhou muito, sendo seu melhor jogador em quadra.
            Vitória justíssima, que premiou quem buscou alcançar o principal objetivo de um jogo de futsal, que é o gol. E fez isso com grande competência.
            Arbitragem de Paulo Cecil e Sílvio Caldas, tranquila e segura.
            Sábado acontecerá a grande decisão entre Climafrio x A Manauara.
            Quando chegava ao ginásio, conversei com o técnico Cléo Colares, da Manauara, querendo saber o que ele esperava de sua equipe.
            “Olha Parente, agora é outra história, é uma competição à parte. Foi isso que passei para os meus jogadores”, disse ele.

            E semifinal é de fato outra coisa, pois não tem próximo jogo. Ou ganha, ou sai mais cedo da competição.