sábado, julho 01, 2017

Torcida do Paysandu, Alma Celeste, é agredida por torcida Terror Bicolor extinta pela Justiça

Alma Celeste é agredida por torcedores na Curuzu (Foto: Diego Beckman/DOL)Além do empate diante da Luverdense-MT e do caso envolvendo o apedrejamento na sede social, um fato lamentável envolvendo o Paysandu Sport Club ganhou os holofotes: uma briga entre torcidas do time bicolor foi registrada dentro do estádio da Curuzu, após o jogo de sexta-feira (30).

Membros de uma torcida extinta pela Justiça foram tomar "satisfações" com outra torcida, a Alma Celeste, quando ocorreu uma confusão nas arquibancadas do estádio Leônidas Castro para a Travessa do Chaco, aonde a BAC fica posicionada em dia de jogos do Papão da Curuzu.

O motivo da briga entre as torcidas foi o apoio da Alma Celeste à campanha contra a homofobia no futebol, com a torcida levantando uma bandeira do movimento LGBT nas arquibancadas do estádio Mangueirão durante o jogo entre Paysandu X Santos-SP, pela Copa do Brasil.

A atitude foi digna de louvores e recebeu reconhecimento nacional, com direito a premiação no último mês de junho, porém a atitude não foi "bem aceita" pela "principal" torcida organizada do Papão, que teria roubado os instrumentos da BAC.

Nas redes sociais, vários torcedores criticaram o fato ocorrido na Curuzu.

A diretoria do Paysandu lamentou o fato e disse estar apurando quem são os responsáveis pela confusão, para evitar cenas de violência como essa nos estádios.


Fonte: DOL