quinta-feira, junho 01, 2017

Peninha cobra informações da Serabi

Foto: blog Agonia ou Êxtase
A Serabi é uma mineradora que já teve uma forte ligação com a comunidade itaitubense até antes do final da primeira década dos anos 2000.

Empregava trabalhadores de Itaituba, comprava no comércio local e pagava, patrocinava eventos culturais e fazia parte da vida do município.

Depois que o geólogo Sérgio Aquino deixou a direção da empresa, até o escritório mudou para outro estado, e hoje, ninguém sabe a quem se reportar.

Por esse motivo, o vereador Peninha apresentou um requerimento na Câmara, pelo qual solicita o comparecimento de um representante da empresa ao Poder Legislativo, para responder a perguntas que por hora não tem respostas, como: quantitativo de empregos gerados pela empresa e de onde são os trabalhadores, detalhes sobre a produção de ouro e cassiterita, recolhimento de tributos e local de funcionamento de seu escritório.

Caso contrário, se a empresa não atender ao convite, o vereador pede que seja feita fiscalização "in loco" pelas autoridades competentes do funcionamento da mesma.

Peninha disse aos presentes à sessão de ontem, que a Serabi é, atualmente, a 8ª maior minerada do país, explorando as minas do Palito e do São Chico, e que vende seu ouro no Estado de Mato Grosso, em vez de vender em Itaituba.