segunda-feira, junho 26, 2017

Júlio Leal diz que equipes da Copa Ouro encontram resistência para conseguir patrocínio

Júlio Leal
Os organizadores da Copa Ouro 2017 estão encontrando dificuldades para conseguir patrocínios no comércio local, muitas vezes, por uma informação equivocada que chega até os empresários, que hoje vivem muito apertados em função da crise e aproveita, também, as informações que chegam truncadas. 

No programa O Assunto É Este, sábado, 24/06, ele, o professor Angélico, do Trovão Azul e Miúdo, titular da Conjucel, discorreram sobre a copa.

Embora Júlio Leal seja do Hay-Fay, ele é também da organização da Copa Ouro. A reportagem quis saber dele,  o que é que está acontecendo, de fato, nesse particular?

Júlio Leal - Na verdade, a organização da Copa, haja vista que ela tinha uma organizadora, uma empresa de televisão que era a dona do evento. Então, existia uma parceria entre a TV Tapajoara e o governo Municipal, onde simplesmente toda a organização, despesas de arbitragem, de divulgações, tudo que envolvia a parte organizacional do tamanho da Copa ficava com a TV que tinha suas próprias despesas para realizar o evento.

Hoje, a organização é 100% dos clubes. Então, nós, os clubes, agora temos os gastos totais, que vieram para cima da gente.

Em relação a essas despesas de organização, rapidinho posso chegar a alguns números, como a contratação de uma empresa organizacional. Os clubes contrataram o Sérgio Castro Pock, junto com mais dois companheiros dele; empresa de segurança, divulgação em televisão, confecção de ingressos, enfim, todo tipo de despesa

Batizamos como nossa madrinha da Copa, a vereadora Antônia do Bororoló, que nunca mediu esforços para evitar que essa copa deixasse de acontecer. Ela correu atrás de seus correligionários, do prefeito, do deputado Hilton Aguiar, então através desse empenho, veio ajuda.

Imagina-se que a verba repassada foi toda rateada entre os clubes. Mas, não é simplesmente para os clubes contratarem atletas. Essa verba teve uma participação de rateio para cada clube, mas, o montante maior é justamente para custear a organização da competição, que é muito cara.

Às vezes, a gente está tendo dificuldade porque não só os comerciantes, mas, alguns torcedores e algumas pessoas, que ficam fazendo cobranças baseados no que ouvem. Isso está acontecendo. Acham que os clubes estão nadando em dinheiro e que cada um está fazendo por si. Não é assim que acontece.

Há uma união entre todas as equipes para que, realmente, nós não possamos deixar acabar uma copa da qual eu falo que tenho o orgulho de ir participar da minha décima primeira em edição, em 11 edições. Esse é também, do nosso município, porque para mim, a melhor copa do norte do Brasil e ela, e é nossa, ela é daqui da nossa cidade.

Às vezes, nós, daqui, muitas pessoas da nossa cidade não valorizam algo que como esse evento, pois onde eu chego, em qualquer lugar da região, ou muitas vezes, atletas de todo lugar do país, e muitos até mesmo de fora do país jogando em outros países, nos ligam para falar sobre a copa. Muitos ligam só para elogiar a proporção que tomou essa copa, que é a nossa Copa.

Vejo a Copa Ouro como um dos maiores orgulhos da cidade, porque tem uma visibilidade incrível, leva o nome da nossa cidade e é uma coisa sensacional que realmente não poderíamos deixar que acabasse. Graças a Deus, a prefeitura e o deputado Hilton Aguiar, Deputado Eraldo Pimenta e o Deputado Márcio Miranda, todos eles juntos, vendo essa situação financeira, tem nos ajudado, sim, e a Copa irá acontecer. Tenho certeza que será um sucesso.

Blog do JP - A preocupação dos clubes é não deixar cair o nível, não transformar pejorativamente numa copinha?

Júlio Leal - Justamente, bem frisado. O que a gente costuma dizer é não deixar perder o brilhantismo do que realmente foi feito pela TV Tapajoara. Ela está de parabéns pela organização por 10 Anos. Costume dizer, que sem clube não há Copa Ouro, mas, também, não podemos nunca tirar o mérito da TV Tapajoara, que foi a organizadora e a criadora desse evento.

Eu creio que talvez essa venha a ser a Copa mais bem disputada em relação a nível técnico de todos os tempos, porque as equipes estão se reforçando com vários atletas de todo o país, muitos atletas do sul do país, muitos atletas de São Paulo, muitos atletas que, inclusive, hoje ainda estão jogando na Europa, que chegarão ao Brasil e estarão vindo direto para Itaituba. Então, essa enxugada de 8 para 6 clubes, pode ter certeza, que fará com que em toda rodada haja um clássico, porque o nível está muito alto.

Blog do JP - Os clubes têm um levantamento de quanto vai custar a copa para vocês?

Júlio Leal - A gente tem sim. Temos uma planilha de custos, mas, é individual de cada Clube.

Blog do JP – O blog quer saber em relação a toda organização, envolvendo todos os clubes...

Júlio Leal - Já temos, sim, essa planilha de custo, e a gente sabe que somente ajuda que recebemos, até agora, não resolverá nossos problemas. Apostamos muito em relação ao sucesso da competição com boa bilheteria, pois ela será essencial para que realmente a gente possa cumprir todos os nossos cronogramas financeiros da competição, sem falhar com ninguém.

Blog do JP – Vocês já sabem de onde vira e quanto custará a arbitragem?

Júlio Leal - Custará em torno de uns R$ 15.000,00m entre pagamento dos árbitros, a manutenção deles e passagens aéreas. Nós vamos inovar; este ano a arbitragem será de Belém. Os árbitros irão passar aqui e farão revezamento em torno de 15 dias. Virá uma equipe, e depois com 15 dias, virá outra. Já está tudo bem encaminhado, Inclusive, o contrato ainda não foi assinado, mas já está nesse processo e essa será a primeira vez que nós teremos arbitragem da capital na Copa Ouro. Vamos ter, ainda, o Antônio Filho, árbitro local como Regra Três, rapaz totalmente responsável, uma pessoa simples, que trabalha em prol da competição, e talvez, também ainda venha um árbitro de Santarém para ajudar.

Blog do JP - A Copa está 100% garantida?

Júlio Leal - Os clubes nunca estiveram tão unidos em relação a não deixar isso acabar, não deixar a nossa Copa acabar; então, nós nos reunimos periodicamente para tratar da questão da organizacional; como eu frisei, nós contratamos uma empresa que vai organizar a competição junto com a gente.

Também, junto com a ajuda da Diretoria de Desporto, através do nosso secretário e diretor Miúdo, através do Bruno, e pessoas da Conjucel. Eles também querem que a Copa Ouro seja um sucesso, por que será bom não somente para os clubes, não somente para a Conjucel, mas também para nossa toda a cidade, nossa população merece, mais uma, vez ter uma grande Copa Ouro, a décima primeira edição.