segunda-feira, maio 01, 2017

Trump tem mais derrotas que vitórias em 100 dias de governo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante a cerimônia de posse (Foto:  Chip Somodevilla/Getty Images)  A fama de vencedor, que sempre foi cultivada por Donald Trump, não pode ser aplicada aos seus 100 primeiros dias na Casa Branca, completados  sábado, 29.

O mais controverso, inexperiente e conflituoso homem a liderar a mais importante nação do planeta falhou em suas principais promessas.

Trump viu suas principais ações derrotadas, incompletas ou bloqueadas pela Justiça.

Por outro lado, não chegou a ser o desastre que alguns críticos alarmistas previam. Após sequer contar com a tradicional lua de mel com os americanos, terá desafios ainda maiores para os 1.361 dias que restam de seu mandato para tentar impor sua marca na História. 

A má avaliação não decorre apenas de sua baixa aprovação, a menor entre os presidentes modernos nesta fase do mandato e que piorou desde a posse — segundo o instituto de pesquisa Ipsos, a parcela de americanos que o desaprova passou de 45% na primeira semana na Casa Branca para 55% agora, e aqueles que aprovam seu trabalho atualmente são 40%. Isso indica problemas que ampliam as incertezas para o resto de seu mandato, ainda mais se mantiver o tom belicoso que continua adotando, como em seu discurso ontem na Associação Nacional de Rifles (NRA, na sigla em inglês).

"Os primeiros cem dias de Trump são, indiscutivelmente, os de menor resultado e os mais disfuncionais entre todos os demais presidentes nos tempos modernos, se não na História", disse Robert Watson, professor de Estudos Americanos da Lynn University, na Flórida, que lembra que o republicano sequer conseguiu preencher diversos cargos em seu governo.


"Enquanto outros presidentes tinham o Congresso trabalhando em sua agenda prioritária, Trump só pediu ao Congresso para trabalhar em dois itens principais: um dos quais falhou, ao não revogar o Obamacare; e o outro só agora foi iniciado e apenas em forma de esboço, a reforma tributária."

(Época)