terça-feira, maio 30, 2017

Investigação sigilosa em Itaituba: TFD com deslocamento aéreo sob suspeita

A investigação foi aberta pelo Ministério Público Federal, por envolver verbas federais da Saúde

Investigação sigilosa em Itaituba: TFD com deslocamento aéreo sob suspeita, uti aéreaO transporte pacientes tem que 
ser por aviões licenciados pela 
Anac, como o desta foto

Corre sob sigilo no MPF (Ministério Público Federal) uma investigação sobre o uso irregular de aeronave no transporte de pacientes com TFD (Tratamento Fora de Domicílio) em Itaituba.
A investigação teve como ponto de partida uma denúncia anônima.
O Blog do Jeso apurou que a aeronave fretada pela Prefeitura de Itaituba não tem licença da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para realizar serviço de UTI aérea.
O transporte de pacientes estaria sendo feito em monomotor que faz  fretes para garimpos da região do Tapajós, sem qualquer adaptação para pessoas em estado de saúde complicado.
O destino da maioria dos voos é Santarém.
O objetivo do TFD é fornecer auxílio a pacientes atendidos pela rede pública ou conveniados/contratados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a serviços assistenciais de outro município/estado, desde que esgotadas todas as formas de tratamento de saúde no local onde o paciente reside. (blog do Jeso)