segunda-feira, abril 17, 2017

Servidores do Pará fazem paralisação quarta e quinta

Servidores estaduais paralisarão as atividades nesta terça e quarta-feira, 18 e 19 de abril, para exigir do Governo o reajuste salarial e início da mesa de negociações da campanha salarial 2017.

A decisão foi aprovada em todo o Estado, com apoio dos servidores da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), da Centrais de Abastecimento do Estado do Pará (Ceasa) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).

ATOS PROGRAMADOS
Na terça-feira (18), trabalhadores e a direção do Sindicato dos Trabalhadores do Setor Público Agropecuário de Fundiário do Pará (Stafpa) realizarão um ato em frente ao escritório central da Emater, localizada na rodovia BR-316, em Marituba, Região Metropolitana de Belém.

Ainda na terça-feira, no período da tarde, o Sindicato dos Trabalhadores do Setor Público Agropecuário de Fundiário do Pará, juntamente com o Fórum de Entidades dos Servidores Público farão um ato em frente à Sead.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração (Sead) informou que há uma reunião agendada com todas as entidades sindicais no dia 18 de abril, 15h na sede da Sead. A Sead informa ainda, que sempre manteve o diálogo aberto com todas as categorias de servidores estaduais portanto não havendo recusa para atendimentos das entidades.

Segundo Secretaria de Estado de Administração, nos últimos anos, o governo estadual priorizou a elevação da remuneração e a concessão de reajustes que garantissem a reposição inflacionária do período e ganhos reais para todas as categorias, evitando, desta forma, o acúmulo de perdas salariais, portanto o ganho médio real do servidor estadual no Pará em cinco anos ficou acima de 30%. A remuneração média dos servidores ativos, que em 2010 era de R$ 2.859 passou para R$ 5.613 em 2016.

(DOL)