quinta-feira, abril 06, 2017

No Pará, deputado Bordalo está jurado de morte

Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que confirmou, em 2015, a atuação de grupos de extermínio em Belém e em outros municípios paraenses, o deputado estadual Carlos Bordalo (PT) revelou que ele e seus familiares estão ameaçados de morte.

Deputado Bordalo está jurado de morte (Foto: Ricardo Amanajás/Diário do Pará)

Ele subiu à tribuna da Assembleia Legislativa ontem de manhã para relatar que foi procurado na semana passada em seu gabinete por uma pessoa de confiança e avisado de que há um “comando” prometendo matar ou ele, ou seu filho e também ativista político, Felipe Bordalo, ou a namorada do parlamentar, a advogada Juliana Fonteles.


O petista deve registrar um Boletim de Ocorrência nos próximos dias e buscou a presidência da Alepa para comunicar a situação e pedir apoio.

(Diário do Pará)