quarta-feira, abril 05, 2017

Mundurukus interditam entrada da Câmara e impedem realização de audiência pública

Por volta de meio-dia, indígenas da etnia Munduruku chegaram à Câmara Municipal de Itaituba, dispostos a não permitir que a audiência pública marcada para as 14  horas de hoje fosse realizada.

Eles assumiram o controle do portão, impedindo de sair quem estava dentro, e de entrar, quem vinha para a Casa de Leis.

O motivo alegado pelas lideranças indígenas presentes é que em pelo menos uma das áreas que o governo federal quer licitar para exploração de madeira, existem índios morando há muito, muito tempo, como é o caso da região conhecida como Montanha Mangabal.

E embora haja índios vivendo lá, o governo não se deu ao trabalho de mandar, se quer, avisar a eles que haveria essa audiência pública.

Por volta das duas e meia da tarde os índios permitiram a saída de um vereador que ainda se encontrava nas dependências da Câmara, assim como dos funcionários do legislativo. Mas, não foi autorizada a entrada de ninguém.

Servidores do Serviço Florestal Brasileiro bem que tem gastado muita saliva conversando com os Munduruku na tentativa de convencê-los a autorizar a entrada, mas, não houve avanço.

A reportagem do blog deixou o local há poucos minutos, e a opinião geral dos presentes é de que essa audiência pública não vai acontecer hoje, sob hipótese alguma.

O pessoal O SFB continua no local, bem como outras pessoas que foram para participar da audiência pública que visava a discutir a concessão das florestas Itaituba I e Itaituba II, mas, está difícil conseguir realizar a audiência pública.

Em alguns momentos o tráfego ficou prejudicado por instantes, mas o pessoal da COMTRI chegou ao local e tomou as providências cabíveis para normalizar

Texto e fotos: Jota Parente