terça-feira, abril 11, 2017

Cais da arrimo é a esperança para acabar com o desmoronamento da frente de Barreiras

Assunto foi discutido com o prefeito Valmir Climaco
Foto: D. Wilmar Santin
O desmoronamento de terras na frente da Vila de Barreiras não é causado somente pelo aumento da navegação nesse trecho do Rio Tapajós, como reclamam os moradores da Vila.
De acordo com uma vistoria feita no local pelos Bombeiros, há outros fatores que também contribuem para agravar esse problema e, um deles é que a parte da frente da comunidade é mais baixa, e toda a água da chuva e até das residências escorre naturalmente para a frente da Vila. Isso deixa a terra mais úmida e menos resistente, o que ajuda a causar os deslizamentos de terras.
Outro problema observado pelos bombeiros é a grande quantidade de lixo acumulado na margem do rio em frente a comunidade.  
Preocupado com essa ameaça real do Tapajós engolir a principal rua da comunidade, Cleidson Lira, que é natural da comunidade, apelou para a defesa civil do município, e depois para os bombeiros para que fosse feito um levantamento dessa situação e encaminhado para a defesa civil nacional relatando o problema do desmoronamento do barranco da frente da Vila.
No sábado (7), uma comissão do Corpo de Bombeiros, tendo à frente o comandante do 7º GBM, percorreu toda a extensão da frente da comunidade, registrando os pontos críticos e a comissão identificou sérios riscos de desabamento de arvores que estão na beira do barranco.
Para os moradores da Vila de Barreiras, a única forma de conter esse problema seria a construção de um cais numa extensão de oitocentos e cinquenta metros para proteger toda a frente da Vila. Essa foi a principal reivindicação feita ao prefeito Valmir Climaco durante a uma reunião do gestor municipal com a comunidade.
Durante esse encontro, o técnico em edificações Ulisses Conde apresentou um esboço de um projeto, e o prefeito garantiu aos comunitários que iria tentar junto ao ministério da Integração Nacional conseguir recursos para resolver esse problema de erosão na frente da Vila de Barreiras.
A construção de um cais de arrimo, além de resolver o problema dos deslizamentos de terras, ainda consolidaria a vocação da vila para o turismo, pois Barreiras realiza, anualmente, o festival dos peixes, que é dos maiores eventos culturais do município.

Jornalista Weliton Lima – matéria veiculada no focalizando