segunda-feira, março 20, 2017

Sindicatos pedem apoio de vereadores sobre reposição salarial

Vereadores da comissão de finanças e orçamento e da comissão de Educação, Cultura, Saúde e Assistência Social, além dos secretários de Saúde, Iamax Prado, da Educação, Amilton Pinho e Ronny Freitas da Administração, reuniram com representantes do SINTEPP, SINDSAUDE, SIMSERMI e SENPA.
A reunião foi no gabinete da presidência da Câmara, sexta-feira (17) e o assunto tratado nesse encontro foi a campanha salarial do funcionalismo municipal.
Os sindicalistas solicitaram o apoio dos vereadores para essa luta, e receberam a garantia dos parlamentares de que assim que o projeto de lei sobre o reajuste salarial chegar à Câmara, ele terá prioridade na tramitação nas comissões para ser liberado para a votação no plenário.
Os vereadores, no entanto, foram claros ao afirmar que não podem interferir na negociação pois a prerrogativa de reajustar salários é competência exclusiva do Executivo.
Os representantes dos sindicatos também conseguiram do secretário de Administração, o compromisso de que será marcada outra reunião somente com os secretários para mais uma rodada de negociação. Só que esse encontro ainda não tem data marcada para acontecer e essa foi uma das reclamações dos trabalhadores, o governo estaria postergando um diálogo com os sindicatos.
Durante esse encontro, o representante do SINTEPP disse que até agora o sindicato não recebeu nenhuma contraproposta do governo, e isso vem preocupando a classe, porque na última campanha salarial da categoria a negociação só foi encerrado três meses após da data base do reajuste. O reajuste, lembrou ele, é um direito dos trabalhadores.
Itaituba tem, atualmente, quatro sindicatos que representam os servidores dos municípios, e as propostas de reajuste tem percentuais diferentes: Sindsaúde e SINSERMI reivindicam 12% de reposição, enquanto que o Sindicato dos Enfermeiros do Pará, subsecção de Itaituba, e o SINTEPP querem 16% de reajuste salarial.

Jornalista Weliton Lima