sábado, março 18, 2017

Os 50 anos de Luiz Gomes

Luiz Gomes da Silva, Luiz da Casa das Tintas, Luiz da LG. O mesmo Luiz, oo Luiz de sempre, pessoa simples e alegre, empresário, ex-árbitro de futebol e futsal, contador de piadas e antídoto contra o mau humor, chegou ao clube dos cinquentões com a alegria de sempre.

Dia 12 de março ele alcançou meio século de vida bem vivida, mas, foi ontem, 17, que foi realizada a festa no Espaço do Português.

Esteve cercado das pessoas que ama e que são a principal razão de sua existência, pela ordem, a família e os amigos.

Com ele, uma classe, os eletricistas, ganhou respeito e notoriedade com a celebração do Dia do Eletricista, comemorado todo dia 17 de outubro.

Atualmente, também, radialista, alegra os finais das tardes de sexta-feira, com o seu Forrozão Elétrico, nas ondas da Rádio Tapajoara.

De todos os depoimentos, o mais emocionante foi o do primogênito Andryo, que falou o que o coração sentia no momento, e encontrou as palavras certas para expressar todo o sentimento e a admiração que nutre pelo pai.

Andryo disse que nunca almejou ser famoso ou alçar voos maiores do que suas asas permitem. Quer, apenas, ser igual a seu pai.

Festa bonita, organizada por sua esposa e companheira de todas as horas, Célia Freitas, no Espaço do Português, na qual o bom gosto e a leveza foram a marca.

Parte da família veio de longe, do Ceará, para participar da festa.

Você merece, Luiz. Com perdão do trocadilho, a energia positiva que você irradia no seu dia a dia, foi a mesma energia que as pessoas levaram para sua festa de meio século de vida.

Quem aquiesceu ao convite para celebrar esse inesquecível momento, não o fez para se exibir com roupas e joias caras. Os amigos e os seus familiares que foram ao Espaço do Português, na noite de ontem, foram lá porque fizeram questão de lhe dar um abraço sincero e lhe desejar a continuação dessa existência, que contagia porque você é um homem bom e pelo bem que você faz a todos que tem oportunidade de conviver com você.

Parabéns, meu compadre, em meu nome, de sua comadre Marilene e de seu afilhado Parentinho.


E que venham muitos e muitos outros anos de vida.