quarta-feira, janeiro 25, 2017

O sistema penal ruiu, faliu, quebrou

Texto do competentíssimo advogado santareno, José Ronaldo Dias Campos
Dentro dos presídios os internos são comandados, coisificados: obedecem ou apanham, são violentados, estuprados, mortos. Tem preso que não quer trabalho externo - imagine o absurdo - porque tem q voltar para dormir e sabe o que lhe está reservado se não cumprir "tarefas" atribuídas pelo comando no retorno diário. 

O Estado perdeu autoridade dentro do sistema penal, que ruiu, faliu, quebrou. É um inferno que ninguém quer ver. O preso perde não só a liberdade. Lá dentro, aniquilam também a sua dignidade. Do jeito q caminha, o Estado ao prender, sem perceber, estará (ou melhor, já está) recrutando soldados para as facções criminosas. 

Está tudo errado, amigos, e não é de hoje! É o "Estado marginal", com suas regras, julgamentos sumários e execuções bestiais, mostrando força e poder, versus Estado de direito. Estamos inseguros, amedrontados e desarmados, à mercê dessa bandidagem.
---------------------------------
Meu comentário: Partindo de você, meu caro amigo José Ronaldo, não surpreende esse texto que resume em poucas palavras a realidade do falido sistema prisional brasileiro. E o mais triste é que não se veem ações objetivas para resolver o problema. Assim que a situação acalmar, continuará sendo como é há muito tempo.

Jota Parente