quinta-feira, janeiro 26, 2017

Limpar a cidade é preciso; colaborar para mantê-la limpa, também

A prefeitura já perdeu as contas da quantidade de lixo retirado das ruas; são mais de quinze frentes de serviços mantidas pela SEMINFRA trabalhando exclusivamente em capina e retirada de entulhos despejados nas ruas pela população incentivada, até pela própria administração municipal.
Só que é tanto lixo, que esse trabalho vai demorar e consumir muito mais recursos do que se imaginava a princípio.
São recursos que poderiam ser destinados a outros setores do governo, se a população fosse um pouco mais responsável e cuidasse melhor do lixo que produz.
O desafio desse governo vai além do trabalho de retirar o lixo das ruas; a força tarefa da limpeza também está empenhada em livrar as ruas de Itaituba das barracas que estão enfeando e poluindo o visual da orla, que é o único cartão postal da cidade, e o argumento de que esses vendedores ambulantes que estão ocupando os calçadões da orla precisam trabalhar, não pode se sobrepor ao interesse coletivo, que quer ver esse e outros espaços públicos como áreas de lazer e socialização.
Esse anseio popular de ver a orla e as praças de Itaituba livres dessas banquetas de vendas de comidas e bebidas sem as mínimas condições de higiene, deve ser atendido agora enquanto o governo ainda está livre da chantagem da política eleitoral.

Jornalista Weliton Lima. Comentário do telejornal Focalizando (sbt), quinta-feira, 26/01/17