terça-feira, janeiro 03, 2017

Carnificina em Manaus

Facção Família do Norte (FDN) chacina 56 presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC), na maior casa penal do Estado do Amazonas

Um sangrento confronto de facções no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus, deixou 56 mortos entre a tarde de domingo, 1, e a manhã de ontem, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas. A rebelião durou cerca de 17 horas. Houve esquartejamentos e decapitações, informa a Polícia Militar. Esse é um dos maiores massacres dentro de presídio desde o Carandiru, em 1992, em que houve 111 mortos. (O Liberal)