terça-feira, dezembro 20, 2016

O protocolo foi violentado

Bem que o presidente João Bastos Rodrigues podia ter evitado, mas, com seu jeitão de não querer desagradar ninguém, permitiu que o protocolo da sessão solene fosse violentado pelo vereador Dadinho Caminhoneiro.

O único vereador do PRB, quando discursava, fez referência ao presidente estadual de seu partido, Fábio Freitas, que veio de Belém para ser homenageado.

Até aí, nada de anormal.

A quebra violenta do protocolo deu-se quando Dadinho chamou seu convidado para usar a tribuna, durante alguns minutos.

Foi um tal de vereador olhando para um lado e para o outro, querendo ver se o presidente não faria nada.

Quem já foi algumas vezes a sessões solenes desse tipo, sabe muito bem que isso não deve ser permitido, sob pena de esculhambar a solenidade, fazendo com que a sessão deixe de ser solene.

Mas, o presidente não se mexeu, e o convidado de Dadinho gastou uns bons minutos falando de seu partido, como se estivesse num horário de propaganda partidária gratuita, dessas que a gente passa o ano vendo e ouvindo no Rádio e na TV.

De quebra, o convidado de Dadinho ainda cometeu a deselegância de traduzir do Português para o Português, o significado da palavra subserviência, da qual apresentou diversos sinônimos.

Pelo jeito, o senhor Fábio Freitas veio de Belém convencido de que a esmagadora maioria das pessoas de Itaituba não faz ideia do significado desse vocábulo do nosso vernáculo.

Foi muito desagradável, com a conivência da presidência.

Na tentativa de evitar que outros atropelos acontecessem, o primeiro secretário, vereador Isaac Silva, após a fala do convidado, sugeriu ao presidente, de forma muito polida, que ele não permitisse outra situação daquela.

Felizmente, o fato não se repetiu.