quinta-feira, dezembro 15, 2016

Itaituba completa 160 anos, sem bolos, nem festa

Resultado de imagem para foto de weliton limaEm seus momentos de devaneios, o fundador de Itaituba Joaquim Caetano Correa talvez deva ter pensado: “neste lugar crescerá uma bela e promissora cidade, emoldurada pelas verdejantes montanhas da imensa floresta amazônica e pelo azul límpido das águas do rio Tapajós”.
Essa mesma abstração deve ter passado pela cabeça de muitas outras personalidades ilustres que figuram na história de Itaituba, mas o passar dos anos revelou que as gerações que sucederam o tenente coronel Joaquim Caetano Correa, não tiveram o zelo que deveriam ter com a cidade que hospitaleiramente recebeu e continua a receber todos que batem à sua porta.
Até os aventureiros, que aqui chegaram com a insana busca por riqueza, foram acolhidos e se tornaram os responsáveis pela destruição da floresta e a beleza do rio que banha a cidade que os abrigou.
Nesta data de mais um aniversário de fundação de Itaituba, onde o seu fundador estiver, pode constatar que a próspera cidade que ele imaginou, cresceu mais não se desenvolveu, aumentou a sua população, mas o progresso não veio. Suas ruas necessitam de recuperação, os espaços públicos malcuidados, e o mais triste é ver que a maioria da população não demonstra na prática, o carinho que diz sentir pela cidade que escolheu para morar.  
Com este cenário, os 160 anos da fundação de Itaituba passa sem nada de comemoração, nenhuma festa, uma menção, nenhum sinal nas ruas faz lembrar que hoje, 15 de dezembro é o aniversário de Itaituba e diante dessa falta de consideração das autoridades com a data de fundação de nossa cidade, a única coisa que se pode dizer nesse momento é que Itaituba não merece ser tratada com tanta indiferença, ainda mais no dia de seu aniversário.

Jornalista Weliton Lima, comentário veiculado no telejornal Focalizando, hoje, 15/12/2013