quinta-feira, dezembro 29, 2016

Embaixador da Grécia desaparece no Rio de Janeiro

Embaixador da Grécia desaparece no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)
  Nesta quinta-feira (29), o delegado Evaristo Pontes, da DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense), afirmou que não acredita que o embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, 59, tenha sido sequestrado.
Pontes investiga o desaparecimento de Amiridis desde a noite desta quarta (28), quando o fato foi informado à Polícia Civil do Rio. Amiridis não é visto há três dias.
Nesta quinta, Pontes ouviu testemunhas do caso. Françoise Amiridis, mulher do embaixador, foi uma das pessoas ouvidas. Ontem, ela comunicou à PF (Polícia Federal) o desaparecimento de seu marido. A PF avaliou que o sumiço não tinha qualquer relação com a atividade diplomática de Amiridis no Brasil. Por isso, o caso foi encaminhado à DHBF, que tem um setor específico para investigações de desaparecimentos.
Segundo o delegado, o embaixador foi visto pela última vez em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ele mora em Brasília, mas veio ao Rio passar as festas de final de ano. No final de semana, foi a Nova Iguaçu com sua mulher, a qual tem parentes da cidade.
O caso
 Pontes disse que Françoise contou que o marido deixou sozinho a casa em que eles estavam por volta das 20h de segunda (26). Ele estava dirigindo o carro alugado pelo casal para sua estadia no Rio. Outras testemunhas ouvidas pela polícia também viram o embaixador dirigindo o veículo para deixar Nova Iguaçu.
Desde então, o embaixador não deu mais notícias sobre seu paradeiro nem falou com seus familiares. Em nota, a Polícia Civil informou que o último registro do embaixador ocorreu na noite de segunda (26), mas não disse onde isso aconteceu.
(DOL)