quinta-feira, dezembro 29, 2016

Calote – Prefeito não paga salários de novembro, dezembro e 13º em Placas

   Funcionários da educação do município de Placas, no oeste do Pará, estão revoltados com o prefeito Leonir Gauchão, que não pagou até agora o salário dos meses de novembro e dezembro, além do 13º, que pela Lei tinha que ser pago até o dia 20 deste mês.  

Em virtude desse calote que o Leonir Gauchão quer aplicar nos funcionários, o Sindicato dos Profissionais da Educação do Município de Placas decidiu fazer um protesto reivindicando o pagamento de seus salários:

“Em virtude da falta de pagamento dos profissionais da educação nos meses de novembro e dezembro, além do décimo terceiro, convocamos todos os servidores da educação para um manifesto em frente à Prefeitura e à casa do Prefeito, nesta quinta-feira, dia 29, às 09 horas da manhã, para buscarmos soluções, pois já procuramos os responsáveis diversas vezes e estes fugiram deste Sindicato sem nenhuma explicação para a categoria.

Pedimos, ainda, que a Câmara de Vereadores nos apoie neste momento de luta. Contamos com o apoio de todos. “Sintepp somos nós, nosso força é nossa voz”.

O que causa mais revolta, é que a Prefeitura de Placas recebeu do governo Federal quase 2 milhões de reais da repatriação e o prefeito Leonir Gauchão não pagou os funcionários. Todos fazem a mesma pergunta: Para onde foi esse dinheiro?

Além da educação, funcionários de outros setores da Prefeitura estão sem receber seus salários e o 13º. Leonir Gauchão e seus aliados largaram tudo, abandonaram a Prefeitura e os funcionários. O caos está instalado no Município. O Ministério Público deve entrar em ação e punir essas pessoas que só querem beneficiar a si próprio, bem como deve investigar onde foi parar esse dinheiro da repatriação liberado ao município de Placas pelo Governo Federal.

Fonte: RG 15/O Impacto