quinta-feira, dezembro 29, 2016

Amapá registra primeira morte por chikungunya

O Amapá registrou a primeira morte no estado por febre chikungunya. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, a morte ocorreu em setembro, no município de Santana. O óbito só foi constatado este mês, após investigação.

A pasta divulgou informações sobre a vítima: uma mulher de 46 anos, que também contraiu malária no mesmo período.

A paciente morava em Macapá, mas nos 20 dias que antecederam os primeiros sintomas se deslocou a trabalho aos municípios de Mazagão e Santana. 

Em todo Brasil, pelo menos 159 mortes e mais de 263 mil casos prováveis de chikungunya já foram registrados este ano.

A maior parte dos registros são na Região Nordeste. A morte no Amapá é o primeiro registro do ano divulgado na Região Norte. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. 

Segundo a Secretaria de Saúde do Amapá, apesar do óbito, os números apontam redução de 82% dos casos de chikungunya no estado. Em 2015, foram confirmados 951 casos. No mesmo período deste ano foram 171 casos. 

A chikungunya é uma doença infecciosa febril, causada pelo vírus de mesmo nome. O mosquito Aedes aegypti é o principal transmissor da doença. 

Entre os principais sintomas estão a febre e dor nas articulações, geralmente nos tornozelos e pulsos. (Agência Brasil)