segunda-feira, outubro 24, 2016

Prefeitura desconta consignado em folha, mas, não repassa à Caixa desde agosto

Ana Maria - Sindsaúde
A reportagem do blog conversou há pouco com a coordenadora do Sindisaúde, Ana Maria, a qual falou a respeito de um problema que vem tirando o sono dos muitos servidores municipais desse e de outros sindicatos: o desconto da parcela do empréstimo consignado, e a retenção do valor.

Desde agosto passado a prefeitura vem fazendo o desconto da parcela dos servidores que contraíram empréstimo consignado junto à Caixa Econômica, mas, não está repassando os valores para o banco.

Por essa razão, os sindicalizados começaram a receber notificações por escrito, da Caixa, cobrando-os.


Eles procuraram a coordenação do Sindisaúde, que entrou em ação, oficializando à CEF um pedido de informações a respeito desse problema.

A Caixa enviou um extrato para o Sindisaúde, mostrando a realidade da situação de inadimplência desses servidores, por causa da falta de repasse da prefeitura para o banco.

As parcelas de agosto e setembro, que a prefeitura deveria depositar na Caixa, estão em aberto.

No documento, cuja cópia foi enviada para o blog pelo Sindisaúde, consta na parte superior, que teria sido pago, mas, Ana Maria explicou para a reportagem, que mais abaixo está explicitado que não houve o devido recolhimento, estando os dois meses em aberto.

Isso vem causando constrangimento a muitos servidores, que poderão ter desdobramentos desagradáveis por conta disso.

Pensão alimentícia
Ana Maria disse, também ao blog, que até o desconto de pensão alimentícia que é feito na folha, referente a associados do sindicato que representa, também estava atrasado.

Por conta das reclamações feitas, foi feito o pagamento recentemente.

Ao procurar a tesouraria da prefeita, Ana Maria disse que obteve como resposta de uma servidora, que não havia dinheiro em caixa.

Ela retrucou dizendo que os valores foram descontados dos salários dos servidores, e que não há qualquer justificativa plausível para o não recolhimento desses valores, assim como o não pagamento de pensão alimentícia, que também é descontado em folha.

Sintepp
Muitos professores e outros trabalhadores da educação também receberam comunicado da Caixa por caixa do atraso nas parcelas de empréstimo consignado.


Ana Maria sugeriu a alguns que estavam na CEF, que procurassem o Sintepp, que é um sindicato bastante ativo, e que deverá entrar em ação em favor dos seus filiados.