terça-feira, outubro 04, 2016

Isaac: espera-se que Valmir tenha mudado

O vereador Isaac Dias usou a tribuna para dizer que sabe os motivos pelos quais não conseguiu renovar seu mandato.

O edil avaliou seu desempenho nessa legislatura como positiva, pois tem cumprido e cumprirá até o dia 31 de dezembro do corrente ano, os propósitos que o levaram até o parlamento municipal.

Falar sempre o que pensa, sem receio de que isso agrade a uns e desagrade a outros, nunca foi sua preocupação, disse.

Isaac lembrou uma frase do líder do movimento negro americano, Martins Luther King: “Se você quiser fazer inimigos, não precisa declarar guerra; basta dizer o que pensa”.

Foi além, afirmando que não só diz o que pensa, como declara guerra quando entende que é preciso.

“Olhem que vergonha essa nossa Mesa Diretora. Foi uma luta minha, por uma organização decente nesta Casa. Vejam como está neste momento, vazia, somente o segundo secretário (vereador Toínho Piloto, que presidia a sessão naquele momento).

Não mudaria nada no seu comportamento enquanto vereador.

Ele repetiu várias vezes no decorrer desses três anos e nove meses, que não tinha pretensão de mudar a Câmara, assim como não queria mudar ninguém, mas, que não se deixaria mudar pelo sistema.

Perseguição
“O prefeito eleito disse que não iria perseguir ninguém, mas não é o que parece.

Ontem, um dia após a eleição, o professor Ribamar Almeida (candidato a vereador do lado de Valmir), esteve dentro da secretaria de Educação, dizendo que estava lá a mando do Valmir, andando de sala em sala para dizer a cada servidor, que quem não tirou férias, não vai mais tirar, e que esse ou aquele servidor será mandado para o Crepurizão e para não sei mais aonde”, afirmou o vereador líder do PSB.

Jota Parente, jornalista sério: No começo do seu discurso, Isaac dirigiu-se ao jornalista Jota Parente, que acompanha as sessões da Câmara quase todas as semanas.

“Faço aqui uma referência ao jornalista Jota Parente, que é um jornalista que está presente a todas as sessões da Câmara. Se você perguntar quem é o vereador que paga a ele por matéria, você não ver nenhum no jornal dele (Jornal do Comércio).

Ele publica no jornal dele, aquilo que ele sente que a sociedade precisa saber. Por isso, é criticado e alguns até o chamam de bobo, porque ele poderia estar ganhando dinheiro do Executivo, poderia estar ganhando dinheiro do Legislativo, mas, não, prefere manter sua coerência. E eu o parabenizo por isso, Jota Parente”, afirmou o vereador.