quarta-feira, outubro 19, 2016

Candidatura de Zenaldo é cassada

Candidatura de Zenaldo é cassada (Foto: Bruno Carachesti/Arquivo)
 Acusado de praticar e se beneficiar de conduta ilícita para garantir votos nas eleições municipais deste ano, o atual prefeito e candidato à reeleição Zenaldo Coutinho (PSDB) teve o registro da candidatura cassado em decisão do juiz Antônio Cláudio Cruz, da 97a Zona Eleitoral.

Segundo as investigações, Zenaldo e membros de sua coligação teriam contratado cabos eleitorais com dinheiro que deveria ser investido em saúde. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira (19) e deve ser publicada às 14h no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA). Ainda cabe recurso.
Matéria na Veja destacava outras irregularidades
Na última semana, uma reportagem no site da revista Veja afirma que Zenaldo Coutinho teria recebido 2,15 milhões do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel) para a sua atual campanha, que não foram declarados à Justiça. É o que indica uma gravação entre um ex-integrante da entidade e o dono de uma fornecedora de combustíveis. Saiba mais clicando aqui.
Atrás nas pesquisas
 No último sábado (15), foi divulgada uma pesquisa contratada pela TV Liberal mostrou que, na disputa pela Prefeitura de Belém, o candidato Edmilson Rodrigues (PSOL) aparece à frente na intenção de votos dos eleitores da capital paraense.
Na pesquisa, Edmilson aparece com 46% dos votos, contra 43% do atual prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB). A margem de erro é de 4 pontos, para mais ou para menos, o que também mostra os dois candidatos tecnicamente empatados.
A pesquisa foi feita com 602 eleitores entre os dias 09 e 14 e sua pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número PA-08127/2016. O nível de confiança é de 95%.
Sem apoios
Na corrida eleitoral no segundo turno, quase todos os ex-candidatos a prefeito no primeiro turno já declararam apoio a Edmilson Rodrigues: o professor e ex-reitor da Universidade Federal do Pará (Ufpa) Carlos Maneschy (PMDB), que teve 75.401 votos (9,70%) e ficou em quinto lugar.; a ex-candidata Úrsula Vidal Fortunato, que obteve no primeiro turno das eleições 79.968 votos Lélio Costa, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que teve 5.900 votos.  
Professor Ivanildo, do PRTB, e Luiz Menezes, anunciaram que irão apoiar o candidato do PSOL durante uma coletiva na manhã da última sexta-feira (14), na sede do partido, em Belém.
Já o ex-candidato e deputado Éder Mauro declarou que ficará neutro neste segundo turno. Nenhum ex-candidato apoia Zenaldo Coutinho.
(DOL)