segunda-feira, setembro 19, 2016

Tem candidato que vai se eleger nas urnas, mas, não tomará posse por causa da prestação de contas

Resultado de imagem para silhueta de políticosHoje de manhã eu conversei com um contabilista dono de um conceituado escritório de contabilidade que presta assessoria a políticos e a órgãos públicos.

O assunto da nossa prosa foi o rigor nas prestações de contas de campanha na atual eleição.

Que tem muita gente que vai obter votos para se eleger, mas, que não vai tomar posse por causa de não conseguir fechar sua conta de campanha, todos já sabemos que esse risco existe. A novidade para mim foi o amigo me informar que o número desses candidatos, na prática, é muito maior do que se previa.

O que tem de candidato a vereador completamente perdido por conta disso não é brincadeira.

Tem gente que até agora não cumpriu nada do que a lei exige, achando que vai dar um jeito no final da campanha, mas, não vai.

Os problemas tendem a se concentrar nos candidatos a vereador, porque os três candidatos majoritários de Itaituba tem comitês financeiros exclusivamente para cuidar de suas contas de campanha.

E tem mais um detalhe: os candidatos a vereador que não se elegerem, mas, que ficarem bem colocados, até mais ou menos a segunda suplência, vão procurar cabelo em ovo nas contas dos eleitos.


Esta é uma eleição atípica em relação às anteriores, por conta das mudanças provocadas pela Reforma Eleitoral. Portanto, a eleição não vai acabar na noite de domingo, 2 de outubro. Ela vai continuar por mais uns bons dias, até que a Justiça Eleitoral bata o martelo a respeito dos 15 nomes que comporão a próxima Câmara Municipal, os quais estiverem com suas contas aprovadas.