terça-feira, setembro 20, 2016

Eleição: menos barulho e mais preocupação com as contas

Quem esperava que a campanha eleitoral fosse esquentar nessa reta final está decepcionado, o cenário das ruas nem de longe lembra que restam pouco mais de duas semanas para o dia da eleição. Essa situação atípica foi causada pelas mudanças nas regras do jogo eleitoral, principalmente pela restrição de gastos imposto pela justiça aos candidatos.
Se para a população a campanha ficou menos agitada e barulhenta, nos corredores dos tribunais ela está sendo agitadíssima.
De acordo com o próprio presidente do Tribunal Superior Eleitoral, essa eleição tende a ser a mais judicializada, ou seja, a procura pela justiça deve ser bem maior do que em eleições anteriores.
Aqui em Itaituba já vimos uma decisão significativa que foi a retirada do nome da ex-vereadora Suely Aguiar da disputa como vice na chapa do candidato Valmir Climaco. Mas o calcanhar de Aquiles dos candidatos, sem dúvida, está na prestação de contas dos candidatos; isso segundo especialistas em legislação eleitoral vai fazer muitos candidatos ganhar mais não levar.
A expectativa é que com as novas regras e também com a fiscalização mais rigorosa sobre os gastos dos candidatos, mais da metade dos eleitos terão problemas com a prestação de contas.     

          Jornalista Weliton Lima, comentário do telejornal Focalizando, de quinta-feira, 15/09/16