sexta-feira, agosto 12, 2016

Hospital Regional de Santarém realiza campanha educativa sobre riscos do trânsito

Com o tema “Segurança ou acidente? A escolha é sua, a prevenção é sempre o melhor caminho”, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) deu início à 8ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat). A programação começou na terça-feira, 9, e vai se estender até o final de setembro. O foco da campanha é conscientizar os condutores sobre os perigos causados pelo trânsito e as consequências que os acidentes trazem para sociedade, além de orientar os colaboradores para que não ocorram acidentes de trabalho. A ação conta com palestras e blitz educativa.

A presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) do HRBA, Claudiléia Galvão, falou sobre a importância de trabalhar esse tema tanto com os colaboradores da unidade quanto com o público externo. “A intenção é divulgar, orientar e promover a prevenção de acidentes, resgatando valores esquecidos pelo cotidiano, alertando aos colaboradores para que realizem todos os procedimentos de forma segura”, detalhou.

O HRBA conta com parcerias para a realização das atividades, como a da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT). “O trânsito tem três pilares: educação, engenharia e fiscalização. E estamos trabalhando nessas três frentes, enquanto secretaria, e isso tem melhorado muito a situação da cidade. Nós estamos em plena década mundial de segurança do trânsito. É uma iniciativa da comunidade internacional motivada pelo grande número de acidentes”, disse o diretor da Divisão de Educação para o Trânsito da SMT, Geciclei Paz.

O instrutor Daniel Mota, do Serviço Social do Transporte / Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat), palestrou sobre segurança no trânsito. “Essa é uma situação muito séria. Por incrível que pareça, nós não damos muito valor a essa questão do acidente porque pensamos que isso nunca vai acontecer com a gente, e quando acontece, é um espanto. Em Santarém, é muito grande o índice de acidente não só do trabalhador, mas acidentes de trânsito, também. Infelizmente muitas pessoas ou morrem ou vão ficar com sequelas para o resto da vida”, alertou Mota.

Segundo o diretor Geral do HRBA, Hebert Moreschi, nos últimos dez anos, o aumento no número de acidentes foi significativo, ocupando um bom número de leitos do Hospital Regional. “Se nós não mudarmos as nossas atitudes, enquanto sociedade, isso tende a piorar”, diz.