domingo, julho 31, 2016

Presos suspeitos que fraudariam provas da Polícia Militar

Foto: César Perrari/O Liberal
(ORMNews) - Duas pessoas foram presas em flagrante na manhã deste domingo (31), em Belém, em dois locais de provas para o concurso da Polícia Militar. Os suspeitos foram conduzidos para Superintendência da Polícia Federal, onde estão sendo autuados pelo crime de fraude em certame de interesse público. Como o crime prevê pena inferior a quatro anos, uma fiança pode ser arbitrada aos acusados, que podem ser liberados.

Segundo informações da Polícia Federal, desde a semana passada os investigadores haviam sido informados sobre cinco pessoas que estariam envolvidas nas fraudes, portando gabaritos com possíveis resultados do concurso. Os agentes estiveram nesses cinco locais e conseguiram identificar duas pessoas. A Polícia Federal chegou até os acusados por meio de denúncia anônima. 'Tendo em vista a série de informações que surgiram durante a semana, a PF entendeu por não ignorar os dados e atuar preventivamente e ir nos locais de prova na data de hoje', finaliza a nota da Polícia Federal. 

Concurso
O concurso é realizado pela Sead (Secretaria de Estado da Administração) nas cidades de Belém, Marabá, Santarém e Altamira neste domingo (31). A Fadesp (Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa) é responsável por organizar o certame. 

Mais de 105 mil candidatos concorrem hoje a uma das 2.194 vagas do concurso da Polícia Militar do Pará aos cursos de Formação de Praças (CFP), Formação de Oficiais (CFO) e Adaptação de Oficiais (Cado). Mais de 600 policias militares estão nas ruas durante a realização da prova. Os candidatos vão passar por detectores de metal, tanto na entrada quanto na saída das salas de aula e dos banheiros.