domingo, junho 12, 2016

Informe JC, na edição 215 do Jornal do Comércio, que circula nesta segunda

Na Justiça
Pelo menos dez representações foram protocolizadas na Justiça Eleitoral, em Itaituba, por parte de partidos ligados à prefeita Eliene Nunes, contra o pré-candidato Ivan D’Almeida (PSDB), além de uma contra Valmir Climaco (PMDB). Motivo: acusação de prática de campanha eleitoral extemporânea.

Foi o PRB 1
A coluna teve acesso à cópia de dois documentos nos quais o Partido Republicano Brasileiro (PRB) requereu que fosse suspensa a utilização das redes sociais para o que considera propaganda antecipada de Ivan, tendo conseguido duas decisões favoráveis por meio de liminares assinadas pelo juiz Cleytonei Passos. O PRB tem o comando da senhora Joelma Andrade Silva, pré-candidata a vereadora, que foi quem assinou o pedido de suspensão da divulgação de Ivan e de Valmir.

Foi o PRB 2
Joelma exerceu cargo de confiança na prefeitura até recentemente, afastando-se para atender à legislação eleitoral e poder disputar a eleição. Ela é muito próxima da prefeita Eliene Nunes, que está por dentro dos seus movimentos políticos. Portanto, Eliene está mexendo as pedras com seus aliados.  A advogada Helenize Helena dos Santos Soares é a causídica que tem representado o PRB nessas demandas.

Uma delas
Uma das representações contra Ivan D’Almeida foi por conta do Seminário Político Voa Pará, realizado no dia 2 de abril passado pelo Instituto Teotônio Vilela, no clube Porto Seguro, que na concepção da direção do PRB tratou-se de propaganda eleitoral antecipada do pré-candidato do PSDB.

TRE Reformou
As liminares que determinaram a suspensão de toda a divulgação pelas mídias sociais dos passos do pré-candidato Ivan D’Almeida foram reformadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. O advogado Orlando Barreto, de Belém impetrou mandado de segurança e o desembargador Amilcar Roberto Guimarães deferiu o pedido, reformando a sentença, suspendendo a decisão do juiz Cleytonei Passos. A decisão foi tomada terça (07/06). Agora, a matéria será apreciada pelo pleno do TRE, sendo o desembargador Amilcar o relator designado. 

Saia justa na solenidade 1
Definitivamente, não é apenas a prefeita Eliene Nunes dentro do governo, que prefere não sentar à mesma mesa com o vereador Isaac Dias. Isso ficou claro por ocasião da solenidade política marcada para a entrega do documento aprovado pela Câmara Municipal de doação de uma área para a subsecção da OAB em Itaituba.

Saia justa na solenidade 2
Estava indo tudo muito bem, até a hora da formação da mesa, quando alguns assessores da prefeita se movimentaram para evitar que o vereador Isaac Dias fosse chamado. Ele é o primeiro secretário da Câmara. Seu colega de parlamento, o vereador Weslcey Tomaz estava presente e foi chamado. Incontinente, Isaac disse para o líder do governo, que como o mesmo já tinha sido presidente do Poder Legislativo, sabia muito bem que existe uma hierarquia que tem que ser observada. Wescley compreendeu as ponderações do colega e rapidamente a situação foi resolvida com o convite para Isaac compor a mesa. Falar, que é bom, nem pensar, pois o vereador do PSB não foi convidado a usar a palavra.