sexta-feira, junho 10, 2016

A feira de Fordlândia é uma oportunidade para a vila

Quando se fala em Fordlândia, logo se pensa no projeto fracassado do norte-americano Henry Ford; também se imagina todo o patrimônio histórico herdado pela comunidade e que está se acabando; lembra-se até da festa do Balão Vermelho que marcou época na década de oitenta.
Tudo isso que tornou Fordlândia uma referência na região, ficou no passado e a realidade agora é que nos últimos anos a falta de perspectiva, principalmente para a população mais jovem, fez acelerar um processo de debandada de fordlandenses de sua terra natal.
A Vila passou a ser, basicamente, por famílias de funcionários do Ministério da Agricultura. E foi assim que Fordlândia chegou à situação atual, de não ter nenhuma atividade autossustentável para os seus moradores.
Em meio a esse panorama sombrio que tomou conta da comunidade, surge a iniciativa dessa feira de artesanato, envolvendo produtores rurais da agricultura familiar e a população de Fordlândia tem a obrigação de abraçar esse projeto, pois ele pode representar o começo de uma nova fase para a economia local.
Já para o governo do município Aveiro, a FEARTFordlândia é uma porta que está se abrindo para a venda de um produto muito mais valioso, o turismo e, se essa ideia for bem trabalhada, pode resultar no resgate do sonho de modernismo pensado por Henry Ford no início do século passado para esse pedacinho da Amazônia.
Isso só depende do governo do município e da própria comunidade de Fordlândia.

Jornalista Weliton Lima. Artigo veiculado no telejornal Focalizando de quinta-feira, 09/06