sexta-feira, maio 13, 2016

Bebida não combina com a Copa Ouro

Resultado de imagem para foto de proibido vender bebidas para menores
Numa rodada da Copa Ouro anterior à de ontem, um vendedor de bebidas que trabalho na área interna do ginásio, vendeu bebida alcoólica para um menor.

Uma conselheira tutelar que estava no local viu e foi falar com ele, informando-o de que não poderia fazer aquilo, pois é contra a lei.

Ele respondeu que vendeu e continuaria vendendo, porque bastava chegar com o dinheiro, sendo maior ou menor de idade.

Ela repetiu a ele que estava cometendo um crime que poderia lhe custar caro.

O cara não deu bolas, reafirmando que iria continuar vendendo bebida para todos os que pagassem, e ponto final.

O resultado foi que sobrou para a coordenação da Copa, que embora na prática não tenha autorizado ninguém a fazer o tal comércio, pois essa foi uma iniciativa dos clubes, que pediram autorização da direção do ginásio para que pudessem autorizar a venda, para ganharem mais algum dinheiro para cobrir as altas despesas com a contratação de jogadores, a pessoa jurídica que termina respondendo por isso é a TV Tapajoara.

A direção da emissora foi notificada pelo Conselho Tutelar, com o qual conversou, ontem, para tentar encontrar uma para essa situação, que envolve ainda o Juizado da Infância e da Adolescência.

Até terça-feira que vem, deve ser baixada uma portaria por esse juizado, disciplinando a questão da entrada e outras determinações que envolvem menores.

Como a TV Tapajoara é contra a venda de bebida dentro do ginásio, o mais provável que a emissora tente convencer os clubes para que na próxima copa isso seja abolido, o que será a melhor saída, pois bebida dentro do ginásio não combina com a Copa Ouro.

Na edição do Jornal do Comércio, que vai sair no começo da semana que vem, será publicada uma matéria mais detalhadas a respeito desse assunto.