sexta-feira, abril 29, 2016

Só desmentir não está mais funcionando: Valmir precisa provar que pode ser candidato

Toda vez que sai uma informação tratando da possível inelegibilidade do ex-prefeito Valmir Clímaco ele fica muito irritado e trata logo de desmentir. Ontem às redes sociais voltaram a tratar desse assunto, e Valmir apressou-se em desmentir mais uma vez.

Ocorre que esses desmentidos estão com prazo de validade vencido e Valmir precisa mudar de estratégia, pois ele tem o dever de comprovar com documento, sobretudo para aqueles que pensam em votar nele, que está mesmo em dia com seus direitos políticos, pois do contrário, fica sua palavra contra a dos seus adversários.

O ônus da prova é de quem acusa é um princípio democrático. Isso todos sabemos. Mas esse princípio de presunção não se aplica nesse caso do ex-prefeito, porque cabe a ele provar que a acusação de que não poderá ser candidato não é verdadeira, por ser ele o maior interessado nisso e o maior prejudicado com a circulação dessa informação.

Não está mais funcionando esse expediente de apenas dizer que é mentira. O cidadão, mas, de modo especial seus eleitores não querem continuar convivendo com a dúvida, pois essa informação é de domínio público. Deixou de ser apenas objeto de fofoca nas redes sociais, para virar assunto obrigatório nas rodadas onde se discute futebol, crise econômica, impeachment da presidente Dilma e tudo mais. Por todos os lados se fala nisso.


Só resta a Valmir uma coisa: publicar certidão do Tribunal de Contas do Estado, conquanto foi nessa corte que ele teve problemas, caso tenha tal certidão, comprovando que está em pleno gozo dos seus direitos políticos, e se assim for, poderá ser candidato. Caso não tome essa providência, ou não tenha como tomá-la, a dúvida sobre essa questão só vai crescer, fazendo estragos enormes em sua seara política, ou em sua provável candidatura. Já não cabem, ou não há mais lugar para simples desmentidos.