sexta-feira, março 04, 2016

Sem nada melhor pra dizer, governo do Estado vem com desculpa esfarrapada sobre obra o Hospital Regional do Tapajós

Foto: Gilson Vasconcelos
             Como as críticas não param, contra a paralisação da obra do Hospital Regional do Tapajós, o ex-deputado José Magale, chefe da Casa Civil do governo do Estado soltou uma nota que circula pelas redes sociais tentando justificar o injustificável.
            Essa história de que o trabalho foi desacelerado é conversa pra boi dormir, porque só restaram algumas pessoas do setor administrativo, que não pegam no pesado.
            Abaixo da nota do Megale que foi copiada do WhatsApp, posto alguns comentários, incluindo um do ex-deputado federal Dudimar Paxiuba.
            Antes, como diz um dos comentários, havia dinheiro para começar e terminar a obra; agora o governo do Estado já fala que é preciso conseguir um novo empréstimo do BNDES para ir até o fim.
             Isso sem falar no prazo, que estourou faz muito tempo.
             Já se vão 227 de atraso na data inicialmente marcada para a conclusão da obra.  
            Conta outra, Jatene, pois essas desculpas esfarrapadas não colam.
            Jota Parente
--------------------------------------------------------
A obra do Hospital Regional do Tapajós não está parada, foi desacelerada. Normalmente, nos dois primeiros meses do ano as obras imprimem um ritmo menor, por conta do orçamento que abre somente no mês de fevereiro e os pagamentos de medição de obra são feitos no mês de março. Em 2016, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) em conversa com a empresa responsável pela obra, solicitou que a mesma estenda o perfil de desembolso (tempo de obra), acrescendo o prazo final em mais seis meses, alongando a previsão de conclusão para o final 2017.

A prorrogação visa garantir que não falte recursos para a obra, até que seja assinado pelo Governo do Estado um novo empréstimo junto ao BNDES, o que vai assegurar definitivamente recursos para a obra.

Jose Megale
----------------------------------------
04/03/16, 19:06 - Dudimar Tim: Então está confirmada a minha fundada suspeita: nunca existiu os R$ 120 milhões.
Por favor, não mintam para esse sofrido povo.

Mentira tem pernas curtas.
---------------------------------------------
Outros comentários de pessoas que só apareceu o número do celular:

*Foi o jogo pra reeleição. Juraram que o dinheiro estava em caixa e por isso não atrasariam a obra.

*Ganharam a eleição aqui e agora vêm com essa.