quarta-feira, março 23, 2016

Depois de ontem, com sessão tumultuada, Câmara faz sessão água com açúcar

Os vereadores discutiram muito, ontem, na sessão de hoje eles estão devagar.

Nem mesmo Peninha, costumeiramente polêmico, pegou leve.

Falou sobre o aumento salarial de servidores municipais, sob os protestos do Sintepp, que não aceitou negociar junto com os outros sindicatos.

Wescley Tomaz, falando pela liderança do governo, defende-se das acusações que atribui ao Sintepp, que divulgou um áudio no qual o vereador estaria perseguindo professores do Crepurizinho.

Wescley negou qualquer ato que se configure configure como perseguição.

O vereador do PSC baixou o sarrafoma coordenação do Simtepp, afirmando que esse sindicato deu um tiro no pé quando resolveu caminhar sozinhona negociação salarial.

No mais, a sessão é um marasmo só.