sexta-feira, março 04, 2016

Atraso em obras do governo do Estado: agora é o Hospital Regional que para

A cada dia que passa o número de trabalhadores na construção do hospital regional vem diminuindo, e aos poucos a obra vai  ganhando ares de abandono.
Nos últimos trinta dias a federação dos trabalhadores da construção civil homologou mais de sessenta rescisões de contratos. Somente no dia primeiro de março, dezessete operários foram dispensados da obra.
Oficialmente o consórcio construtor do Hospital Regional do Tapajós não confirma, mas as demissões seriam por a falta de repasse de recursos do governo; a pendência já teria chegado a seis medições da obra.
Embora esse problema tenha causado uma grande repercussão, o atraso em obras tocadas pelo governo do estado aqui em Itaituba não chega a ser uma novidade; a construção da estação de tratamento de água da COSANPA que é uma obra de porte infinitamente menor que o Hospital Regional vem se arrastando há vários anos e ainda não tem data prevista para ser concluída; a escola de Miritituba parou na construção do muro e a pavimentação da estrada do BIS é mais uma a entrar nesse rol de obras de extrema necessidade.
O governo, como se diz na linguagem popular, vai empurrando com a barriga, sem se preocupar com os prejuízos que a paralisação dessas obras causam à população. A bem da verdade, o governador só demonstrou pressa na construção do HRT quando precisava dos votos dos itaitubenses para a sua reeleição, às vésperas do segundo turno das eleições.
Todos lembram que o governador fez a maior festa em frente a esse prédio, com direito a foguetório e até um mini comício e, vendo agora como essa obra está, dá para dizer que este foi mais um estelionato eleitoral.
Para os desportistas, o sentimento de revolta é ainda maior, pois o governo em nome da construção do HRT acabou com o estádio municipal e agora a obra do hospital está quase abandonada.

Jornalista Weliton Lima, comentário do Focalizando, quinta-feira, 03/03/2016
----------------------------------------------------------
Comentário do blog: Onde andam os deputados Hilton Aguiar e Eraldo Pimenta, e até Airton Faleiro, que também tem votos por aqui, que calados estavam e calados ficaram diante desse descalabro que é a paralisação dessa obra, e da paralisação ou morosidade das outras?