terça-feira, fevereiro 02, 2016

Peninha discursou sobre PL da diminuição da taxa de iluminação pública

Na sessão ordinária, o vereador Peninha foi o primeiro a usar a palavra.

Ele começou falando sobre o que fez no recesso, quando aproveitou o tempo para elaborar requerimentos e projetos de lei para apresentar no retorno dos trabalhos.

Peninha deu ênfase a um desses trabalhos, que trata da elevada taxa de iluminação pública cobrada dos consumidores em Itaituba. Falou que houve um aumento na tarifa no governo do –ex-prefeito Valmir Climaco de Aguiar.

Segundo o vereador do PMDB, naquela oportunidade a tarifa de energia elétrica era menor do que a cobrada atualmente, cabendo o aumento no percentual.

Atualmente, quando se paga uma das mais elevadas tarifas de energia do país, o momento é para se discutir a diminuição dessa contribuição que cada consumidor paga, não para a Celpa, que fica com 10% do que é arrecadado, mas, para a prefeitura, que abocanha 90% de tudo que se paga na conta de luz, com o objetivo de manter em dia a iluminação pública das ruas da cidade de Itaituba, o que infelizmente não acontece como deveria, e quando ocorre, a administração municipal faz um grande barulho, como se não fosse sua obrigação manter as ruas totalmente iluminadas.

O projeto de lei foi encaminhado para a respectiva comissão para ser apreciada.

Ele também abordou a fala da secretária de Educação, professora Usalda de Miranda no programa de entrevistas Circuito Aberto, quando ela disse que o prefeitura não tem como dar um real de aumento para os trabalhadores da educação.


“vai começar tudo de novo, como em 2015, quando disseram que não havia como dar aumento, e depois de muita discussão houve reajuste”, disse ele.