quinta-feira, janeiro 21, 2016

Vice-governador: “Pará tem sido almoxarifado do Brasil”

O vice-governador Zequinha Marinho, que esteve em Itaituba pela segunda vez, este ano, disse que o estado do Pará tem sido usado como o almoxarifado do Brasil. Quando o país precisa de alguma matéria prima, vem aqui e leva, sem deixar as contrapartidas que possam ajudar o Estado a se desenvolver.

Ele citou os malefícios que Lei Kandir tem causado ao Pará ao longo desses vinte anos, desde que foi criada.

Zequinha Marinho, com muita veemência, pediu que os diretores da ANTT se empenhassem para corrigir o que ele considera um equívoco, que é deixar Santarém de fora desse projeto de concessão.

Ele disse que quem come a carne deve comer, também, um pouco da ossada, referindo-se ao fato da proposta de concessão excluir o trecho de Santarém, que a priori não parece interessar à iniciativa privada, e por isso deve ter ficado de fora do projeto.


Zequinha pediu ao secretário de Transporte do Pará, Kleber Menezes, que reúna com os municípios paraenses que são cortados pela BR 163 e que terão aglomerados urbanos, sejam as sedes dos municípios, ou os diversos distritos e vilas afetados, para que seja estudado o modo de se evitar que esses núcleos urbanos tenham problemas maiores dos que já tem com centenas de carretas passando todos os dias pelo meios desses locais, contribuindo sobremodo para o aumento de acidentes e mortes no trânsito.