sexta-feira, janeiro 29, 2016

Colonos concordam em abrir a BR 230 de 12 em 12 horas

A reportagem do blog e do Jornal do Comércio esteve há poucos instantes no local que se encontra interditado produtores rurais, na BR 230 (Transamazônica).

Em conversas com lideranças do movimento e com o vereador João Paulo, que acompanha tudo desde a organização, a interdição vai continuar até que haja alguma medida concreta por parte da Celpa.

A interdição que começou a uma hora da tarde de última quarta-feira, a partir das três hora da madrugada de ontem mudou-se para a Transamazônica, próximo a EETEPA.

Ontem a Polícia Rodoviária Federal esteve no local, conversando com as lideranças, quando foi negociado que o tráfego passaria a ser liberado por meia hora, a cada 12 horas.

Às 18h00 de hoje será permitida a passagem de todos os veículos que se encontram retidos nas barreiras, durante trinta minutos.

O vereador João Paulo informou que uma representação dos manifestantes foi à Celpa na manhã de hoje, onde ainda se encontra, para reunir com a gerência local da empresa, que está em contato com a direção da mesma em Belém.

Até este momento, nada de prático foi feito pela Celpa, que se limitou a reiterar que a obra de implantação da energia do programa Luz Para Todos para as comunidades da região de São Benedito, responsáveis pelo ato de interdição, está agenda para começar nos primeiros dias de março deste ano.

A informação mais recente desse encontro dá conta de que a Celpa assumiu o compromisso de expedir a ordem de serviço no dia 1º de fevereiro, com o início dos trabalhos da implantação do programa nos locais reivindicados marcado para o dia 1º de março.

Ocorre, que os produtores rurais não querem saber apenas do cronograma da
empresa. O que eles exigem é que seja expedida a ordem de serviço para que a obra comece.

Muitos carros encontram-se parados no bloqueio da rodovia, e o que se pôde observar no geral foi que mesmo as pessoas que precisam ir para suas propriedades estão apoiando o movimento, por considera-lo justo.

João Paulo, acompanhado de mais lideranças do momento, vai estar no programa O Assunto É Este, amanhã, falando sobre a interdição.