quarta-feira, dezembro 09, 2015

Sessão de menos críticas e mais trabalho

A sessão desta quarta-feira da Câmara Municipal foi bem diferente da de ontem.

Menos críticas, aprovação de diversas matérias algumas homenagens, dessa vez, merecidas.

O vereador Peninha, como de costume, abriu os pronunciamentos, tendo sido o mais contundente dos oradores.

O edil do PMDB falou sobre uma visita que ele e a vereadora Maria Pretinha, ambos da Comissão de Saúde, da CMI, fizeram ao Hospital Municipal, de surpresa, na noite de ontem.

Segundo ele, a Secretaria de Saúde havia arrumado tudo para uma visita que seria feita pela parte da tarde, mas, ele e sua colega de parlamento decidiram que seria melhor ir à noite.

Ao chegarem ao HMI por volta de oito da noite, encontraram somente uma enfermeira para dar conta da emergência, do centro cirúrgico, do setor infantil e outros.

Além de relatar esse fato, o vereador falou a respeito da vulgarização na concessão de títulos honoríficos pela Câmara, solicitando que o presidente João Bastos Rodrigues indicasse alguém para substitui-lo na reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final que aconteceria em alguns minutos, porque ele não concordava com algumas indicações.

Para evitar se indispor com seus colegas, Peninha disse que queria ficar de fora da votação dos projetos.

Que bom que o vereador reviu seus conceitos, pois em passado não muito distante, ninguém concedeu tantas honrarias como ele, a pessoas que eram quase visitantes em Itaituba.

Juízes e promotores, mal chegavam ao município e já se tornavam merecedores de títulos de Cidadão Itaitubense concedido pelo citado edil.

Mas, essa mudança de atitude merece aplausos, porque triste do homem que não tem capacidade de rever os seus conceitos quando necessário.

Este blog tem sido inclemente na crítica aos excessos praticados pela Câmara Municipal, no que tange a esses títulos, que tem sido aviltados seguidamente.


Os projetos de indicação foram todos aprovados, com abstenção de voto de Peninha e Maria Pretinha quando ao título de Luzimar Santos.