quarta-feira, dezembro 16, 2015

O Auto é o campeão de 2015

O Auto Esporte sagrou-se campeão de 2015 na tarde de ontem, após bater o Itaituba nas penalidades máximas.

No decorrer dos noventa minutos o time azulino foi superior, mas, criou poucas oportunidades de gol.

Alguns dos principais jogadores do Itaituba não jogaram bem, o que fez com que o time não tivesse uma boa apresentação.

Um público muito bom foi ao campo de Cabos e Soldados, proporcionando uma arrecadação de R$ 4.107,00.

Como o preço do ingresso era R$ 5,00, 821 torcedores pagaram. Porém, o número de pessoas presentes no local foi pelo menos três vezes maior do que isso.

E se o Itaituba não foi bem durante o jogo com bola correndo, nas cobranças de penalidades foi muito pior.

De quatro cobranças, três foram parar nas mãos do goleiro Grande, do Auto Esporte, que terminou como o grande herói da tarde para a torcida azulina, com enorme colaboração dos cobradores alvinegros, que se saíram muito mal.

No final das cobranças, o Auto Esporte converteu três, enquanto o Itaituba só conseguiu marcar uma vez.

O treinador Ney, do Auto, destacou o fato de seu clube ter sido montado apenas com jogadores locais, ou de municípios mais próximos, não tendo trazido ninguém, nem mesmo de Santarém.

Já o Itaituba trouxe alguns reforços, principalmente para a fase final do campeonato, como o conhecido goleiro Labilá, com o qual também vieram o lateral Pablo e o meio campista Taylor, que não jogou ontem.

No intervalo do jogo ocorreu um lance inusitado.

O meio campista Edimilson e o goleiro reserva Cabeça, ambos do Itaituba, foram até o muro, e de costas para a torcida urinaram.

O árbitro Antônio Filho, que a tudo assistiu, esperou que os dois voltassem, e incontinente aplicou-lhes o cartão vermelho, desfalcando o time alvinegro por falta de respeito dos dois atletas.

A prefeita Eliene Nunes esteve presente no campo de Cabos e Soldados, participando da entrega de prêmios, incluindo a premiação em dinheiro, que para o campeão foi de R$ 5.000,00.

Parabéns para os clubes que participaram do certame, por terem feito um grande esforço para disputar esse campeonato, mas, tem muita coisa para ser consertada para o ano que vem, sobretudo no que tange ao regulamento da competição, que foi preparado pela gestão anterior da LIDA, mas que foi endossado e assinado pelos clubes.

Dentre as coisas erradas está o critério de desempate que privilegia o saldo de gols em primeiro lugar, em vez de maior número de vitórias.

Outra aberração diz respeito à distribuição de renda, que foi dividida em partes iguais entre os nove clubes participantes, o que só existe em Itaituba.

Chico Tapajós, atual presidente da LIDA, já deixou bem claro que vai tratar desse assunto com muita antecedência junto aos clubes filiados, porque não concorda com muita coisa que está no regulamento do campeonato que terminou ontem.

O que muitos aficionados de futebol lamentaram, mais uma vez, foi a falta de um estádio que possa motivar mais clubes e torcedores.

A promessa feita pelo governador Simão Jatene de que um novo estádio começaria a ser construído assim que o Hospital Regional do Tapajós tivesse sua obra iniciada ficou mesmo na promessa.

No momento não existe, se quer, uma área em vista para tal obra, além de não haver recurso tão cedo, enquanto o país não sair dessa crise que afeta a todos os setores da vida dos brasileiros.

Parabéns para o Auto Esporte, que bom senso de organização chegou ao título.