terça-feira, outubro 13, 2015

Juiz cita Bíblia para que a Receita continue fiscalização do presidente da Câmara

Blog do Jeso - Leão do imposto de renda, BíbliaA Justiça negou pedido do presidente da Câmara [dos Deputados], Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que fosse suspensa uma fiscalização da Receita Federal sobre suas declarações de imposto de renda.
“Quem não deve não teme”, escreveu o juiz Pedro Pereira Pimenta, de Belo Horizonte, ao determinar que a devassa continue.
Na sentença, o magistrado diz que o procedimento fiscal será “oportunidade e espaço do exercício de ampla defesa e do contraditório” para que Cunha possa “comprovar sua retidão fiscal e afastar de vez, se for o caso, as graves suspeitas que lhe pesam sobre os ombros”.
E cita a Bíblia: “A quem muito é dado, muito será exigido e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido”.
Em julho, o próprio Cunha divulgou que estava sob fiscalização. Na ocasião, acusou a Receita de agir para constrangê-lo a se posicionar a favor do governo.

Extraído do blog do Jeso