segunda-feira, setembro 14, 2015

Procuradora fala das providências para tentar corrigir essa distorção

O município de Itaituba tem sido prejudicado ano após ano por causa dessa contagem mal feita. Por isso, a prefeitura vem tentando conseguir na Justiça a correção desses dados, para que o erário público municipal passe a receber o que lhe é de direito.

A procuradora Nayá Fonseca falou a respeito do assunto.

“Os dados estatísticos do IBGE são completamente errados, pois pelos levantamentos feitos por essa comissão que analisou o EIA, não condizem com a realidade.

Esse foi um dos maiores problemas encontrados pela comissão, pois pelos dados oficiais que nós temos, tanto do Cadastro Único da Assistência Social, do Bolsa Família, do SUS, do Censo Escolar e do cadastro eleitoral do município podemos contestar essa informação do IBGE, afirmando-se que o município de Itaituba possui mais de 130 mil habitantes. Quem sabe, até mais de 140 mil.  

Por causa disso, há aproximadamente um ano e meio o município protocolou uma ação contra a União, a qual está em andamento. Como era de esperar, a União recorreu, uma vez que não aceitou os nossos argumentos que foram enviados com o objetivo de que fosse refeito o Censo de 2010.


Essa ação já está em Brasília, e nós esperamos que esse último recurso a gente consiga reverter em Brasília para que os dados populacionais, pelo menos, voltem aos números anteriores”, afirmou a procuradora.