sexta-feira, setembro 25, 2015

Prefeita de Paris: "Eu votaria no Hadad"

:  A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, encerrou o debate entre ela e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), na noite desta quinta-feira (24), dizendo que votaria no prefeito paulista. Ela fez a declaração após Haddad contar que havia sido questionado se não estava arriscando demais em seu governo e colocando sua reeleição em risco.

Os prefeitos participaram de um debate promovido pela renomada universidade Sciences Po, em Paris, para marcar a inauguração de sua Escola de Urbanismo. Para o diretor da Sciences Po, Frédéric Mion, Haddad e Hidalgo são exemplos de prefeitos inovadores e progressitas. Uma sala lotada de estudantes escutou atentamente as estratégias dos dois políticos para mudar a realidade de suas cidades.
Após serem apresentados pelo decano da universidade, Patrick le Galés, como "dois prefeitos que sabem arriscar", Haddad e Hidalgo discutiram diversos temas comuns às duas cidades, tais como o impacto de novas tecnologias como o Uber e o AirBnB e a relação entre questões sociais e ambientais. "Todos os problemas sociais são também ambientais, não podemos separar", afirmou Haddad. Hidalgo ressaltou a importância do poder público para garantir o direito à cidade para todos: "A regra do mercado não pensa nas pessoas em situação precária, com deficiência, nas crianças e nos idosos".
Ambos considerados prefeitos inovadores em suas cidades, eles destacaram a importância de arriscar para construir coisas novas. Atualmente a prefeita Anne Hidalgo propõe uma revisão dos processos de decisão na cidade de Paris que afetaria tanto a relação com o executivo nacional quanto a participação cidadã. Já Haddad afirmou que se apóia em vários estudos acadêmicos e experiências internacionais para implantar suas políticas, mas que "não podemos ter medo de testar hipóteses e isso significa correr riscos".
Também estiveram presentes ao evento o embaixador do Brasil na França, Paulo Campos, a primeira-dama de São Paulo, Ana Estela Haddad – que cumpre uma agenda de visitas a equipamentos voltados a crianças e jovens de Paris – e o representante do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO) em Paris, Leonardo Martins.
Fonte: Brasil 247