segunda-feira, setembro 07, 2015

Morreu sábado, o ex-governador Alacid Nunes

Morre o ex-governador Alacid Nunes, aos 90 anos (Foto: Reprodução)
Faleceu por volta das 22 horas de sábado (05), o ex-governador do Pará, Alacid da Silva Nunes, aos 90 anos. Ele estava com familiares em uma fazenda nas proximidades de Soure, no Marajó, quando sofreu um infarto fulminante.
De acordo com a nora do ex-governador, Zinda Nunes, esposa do ex-vice-governador do Pará, Hildegardo Nunes, não houve tempo para prestar os primeiros socorros.
"A fazenda fica distante cerca de uma hora do centro da cidade. Ele sentiu fortes dores no peito e nas costas, antes de sofrer o infarto. Infelizmente, não foi possível fazer nada", descreveu.
Após a confirmação, o falecimento de Alacid Nunes rapidamente virou assuntos nas redes sociais entre admiradores, empresários e políticos locais.
TRAJETÓRIA
Alacid da Silva Nunes nasceu em Belém, no dia 25 de novembro de 1924, e seguiu carreira militar no Rio de Janeiro, onde frequentou, dentre outras instituições, a Academia Militar das Agulhas Negras, e foi comandante da Zona Militar Norte, em Recife (PE), no ano de 1960.
No ano seguinte, foi secretário de Segurança e chefe de Polícia do Estado do Amapá, e retornou para Belém onde graduou no curso de Economia, pela Universidade Federal do Pará (UFPA).
Entre os anos 1961 e 1964, foi chefe da 28ª Circunscrição de Recrutamento, delegado do Comando Militar da Amazônia e presidente da Comissão de Abastecimento Regional da VIII Região Militar.
Naquele mesmo ano de 1964 foi nomeado prefeito de Belém, mas renunciou ao cargo para concorrer a governador do Pará nas eleições do ano seguinte. Venceu e cumpriu seu primeiro mandato de 1966 a 1971.
Após exercer o cargo, dirigiu a Fábrica de Cimento do Brasil S/A, em Capanema, nordeste paraense, até 1974, quando foi eleito deputado federal.
Anos mais tarde, por decisão do então presidente Ernesto Geisel, em 1978, foi empossado governador do Estado do Pará, cumprindo o seu segundo mandato, de 1979 a 1983.
Naquele último ano, passou a apoiar a candidatura do deputado federal Jader Barbalho como seu sucessor ao governo.
Jader foi eleito ao derrotar o empresário Oziel Carneiro, que era apoiado pelo então senador Jarbas Passarinho, que por sua vez tinha o apoio do presidente João Figueiredo.
Finalmente, foi membro do Conselho de Administração da Companhia Vale do Rio Doce, entre 1985 e 1990, durante a presidência de José Sarney, e, em 1990, foi eleito deputado federal, enquanto o filho, Hildegardo Nunes, foi eleito vice-governador do Pará, em 1998, no pleito que reelegeu o governador Almir Gabriel.
(DOL)