quinta-feira, agosto 06, 2015

Que as palavras do papa façam eco

Caro Jota Parente, Sou um cristão evangélico, sem radicalismos, respeitando todos os credos. Venho pedir permissão para usar um pouco do espaço do seu prestigiado blog para colocar minha opinião a respeito dessa questão da qual se tem tratado ultimamente.

No começo do ano assisti a um vídeo do pastor Silas Malafaia, no qual ele tratava dessa perseguição feroz que os cristãos vem sofrendo, de modo particular no Oriente Médio, onde muitos tem sido mortos só porque seguem a Cristo.

Naquele ocasião, Malafaia cobrou de outros líderes, sejam, pastores, bispos, etc..., uma tomada de posição.

Além do pastor e do  papa, seria bom que muitas outras vozes de líderes cristãos se levantassem para chamar atenção para essas coisas que remetem à Idade Média em pleno Século XXI.

É inconcebível que numa época como essa, de comunicação em tempo real, ainda se mate em nome de radicalismos religiosos, pois eu creio em Jesus Cristo, mas, o mínimo que eu posso fazer é respeitar os seres humanos que professam outras crenças. Por isso, espero que esse apelo do papa Francisco ecoei bem longe, e que outros líderes cristãos que tem a mídia ao seu alcance façam a mesma coisa.

Obrigado

Alcenir Borjes Branco