segunda-feira, agosto 31, 2015

Advogado Jorge Tangerino conversou com a reportagem do blog, há pouco. Ele deu sua versão dos fatos sobre Dejacir, em Estrela do Norte, Goiás

Jorge TangerinoRecebi às 20:45 de hoje, uma ligação de quase 30 minutos do advogado Jorge Tangerino (foto), que representa o também advogado Altair dos Santos, suspeito de ser o mandante do assassinado da ex-esposa Leda Martha, sua filha Hanna e Taynara, funcionária da boutique da procuradora.
            Tangerino ligou para fazer colocações que segundo ele, são fundamentais para colocar uma luz sobre alguns fatos ocorridos e divulgados de forma equivocada, sobretudo nas redes sociais, concernentes à sua ida até a cidade de Estrela do Norte, em Goiás, onde se encontrava preso Dejacir Ferreira de Souza, acusado de ser o assassino das três, em 22 de fevereiro do ano passado, o qual foi transferido para Belém, onde se encontra.
            Ele me disse que não procede a informação de que teria ido para lá com o objetivo de conversar com Dejacir antes do delegado Sílvio Birro. Conforme ele declarou na conversa, seu único objetivo nessa viagem foi salvaguardar os interesses de seu cliente. Ele quis acompanhar de perto o que iria acontecer para evitar qualquer tipo de distorção dos fatos.
            Quanto à audiência na qual Dejacir foi ouvido, ele acompanhou tudo apenas como ouvinte, na qual esteve presente uma juíza e uma promotora.
            No seu entendimento, no caso de Itaituba não caberiam novos depoimentos, pois o inquérito foi concluído.