terça-feira, agosto 14, 2007

O Jornal do Comércio noticiou

Circulando desde de ontem à tarde, o Jornal do Comércio destaca na coluna Informe JC:


Eu devo estar saindo do PSB porque há mais de onze meses houve muito equívoco aqui no Pará. Já estive em Brasília por diversas vezes, estive em Recife com o nosso presidente nacional, o governador Eduardo Campos, e nem uma resposta foi dada a este vice-governador. Como nada foi dito e nada foi feito, eu estou muito tranqüilo em relação ao PSB do Pará. Agora, estou muito atento e disse a eles que, diante da não resposta da cúpula nacional do partido em relação à direção estadual, eu estou muito à vontade para fazer o que quiser. Depois de onze meses de viagens a Brasília e Recife, é um direito que me assiste não permanecer no partido. Temos vários caminhos. Vários partidos querem que eu esteja nas fileiras deles: tem o PT, tem o PMDB, o PP, o PR, o PSC - todo mundo está querendo.(Declaração feita pelo vice-governador Odair Corrêa sobre sua quase certa saída do PSB)

Dez problemas
O aeroporto de Itaituba poderá ser rebaixado de categoria, o que não será bom para o município. O motivo alegado pela Prefeitura é o forno da Madeireira Climaco utilizado para a queima dos restos de madeira. Mas, não é somente por esse, que pelas informações que a coluna levantou, poderá ser resolvido se o assunto for conduzido sem o ingrediente político. Ou seja: se o prefeito Roselito Soares não usar isso como material de propaganda contra Valmir, que no meio da semama passada recebeu a visita de um oficial da FAB para tratar do assunto. Valmir garante que não tem nenhuma intenção de radicalizar e lembra que seu forno não é o único problema. Ao todo são dez irregularidades, que incluem árvore na área de aproximação e casas perto da pista.

Funcionou
Depois de muitos e muitos meses no escuro, finalmente voltou a funcionar o balizamento do aeroporto de Itaituba. Embora o motivo alegado seja o seguido roubo de equipamentos, o gerente da Infraero em Itaituba, Adilson Sousa Araújo, através de um comentário enviado para o blog do Jota Parente, que publicou nota informando que o principal motivo era o roubo, afirmou o seguinte: Parente, Tudo errado! Não houve roubo de material. Houve falta de manutenção. Após os testes, não é a INFRAERO quem vai tomar conta do balizamento, haja vista, essa facilidade, por força da legislação, é de responsabilidade da administração do aeroporto. E para finalizar, sobre o post, após os testes a Prefeitura terá que assumir o fornecimento de energia para o balizamento, pois, até então era a INFRAERO quem, indevidamente, pagava essa despesa".

Comtri no Hidroviário
José Arimatéia, coordenador da Comtri, confirmou que a Prefeitura está negociando a assinatura de um convênio com o governo do Estado, que possibilitará a fiscalização das embarcações que fazem a linha Itaituba-Santrém-Itaituba, substituindo a Arcon, que fez esse trabalho até há pouco. Quem usa esse tipo de transporte agradece e torce para que isso aconteça logo. Mas, será preciso esperar um pouco, pois o pessoal que for escolhido terá que fazer um treinamento.

Censo I
Mais uma vez não foi 100% finalizado o censo em Itaituba. Devia, mas não foi, porque na região de garimpos a maioria das localidades não foi visitada. O problema é que são centenas de pistas, umas perto de comunidades que abrigam bastante gente e outras nem tanto assim. Contudo, independente do número de pessoas de cada uma delas, seria muito, mas muito importante que cada morador fosse recenseado e não foi assim que aconteceu, novamente.

Censo II
Há informações oficiosas dando que a contagem da população itaitubense chegou aos 120 mil habitantes. Esse número, se confirmado, fica abaixo dos 150 mil habitantes esperados. Esses 30 mil de diferença podem afastar Itaituba do tão sonhado patamar de 4.0 na transferência de recursos do FPM pelo governo federal. O prazo final da contagem foi sexta-feira, 10 de agosto.Até o final de agosto O IBGE deve informar o resultdo oficial.


Ponto para o Afábio
Que Afábio Borges é candidatíssimo a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores e isso não é nenhuma novidade. Mas, tem gente em Belém, na cúpula do governo petista, cujas ações podem prejudicar muito sua campanha. Se não, vejamos o caso que ocorreu há pouco mais de uma semana. Afábio estava tranquilo, fazendo seu trabalho, quando recebeu alguns telefones de empresários locais, que tinham uma informação quente, dando conta de que dez fiscais da SEFA chegariam em poucos dias para fazer uma fiscalização pesada no comércio de Itaituba. Ele foi alertado sobre o estrago que essa ação traria em sua horta política, pois trata-se do governo que ele ajudou a eleger. Afábio entendeu o recado e não contou até dez. Pegou o primeiro vôo para Belém, onde conversou com quem de direito e de lá mesmo telefonou avisando que a ação tinha sido suspensa. Mas, o Afábio deve comentar com seus botões: com uns amigos desses fica complicado encarar eleição para prefeito.